Pular para o conteúdo principal

Postagens

O "revolucionário movimento político" MBL sem números só apresenta mentiras e mais mentiras

Por Genaldo de Melo Confesso que já tinha deixado de escrever ou omitir minha opinião sobre esse tal de "movimento politico" chamado Movimento Brasil Livre, por três razões elementares, que são mais do que premissas para ninguém perder tempo com ele, mesmo porque não vai a lugar nenhum politicamente. Primeiro, quando um rebanho de desocupados da classe média, financiado por forças econômicas medrosas que não mostram o rosto, inicialmente se autodenominou de movimento social, mas passou com tempo a se chamar abertamente de movimento político, perdeu a máscara para ser levado à sério. Segundo, quando esse "movimento político" desencadeou uma onda devastadora contra a própria democracia, contribuindo para colocar no poder sem as urnas, aquela "quadrilha de santos", coordenada por homens do tipo de Michel Temer, Eduardo Cunha, Geddel Vieira, Aecio Neves e outros bem cheirosos, perdeu o bonde da história. E terceiro, mesmo conseguindo o seu intento de derrubar D…
Postagens recentes

Novo surto intelectual do "supremo" príncipe da sociologia FHC é uma piada

Por Genaldo de Melo De tempos em tempos a imprensa tradicional convida o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para opinar sobre os assuntos políticos, talvez principalmente porque ele como homem que esteve no mais alto cargo da República, também ainda influencia na tomada de decisões de muita gente do mundo político, principalmente dos tucanos.
Mas cada vez que ele aparece do seu mundo muito particular, parece que vem com suas magníficas criações para serem vendidas como verdades absolutas, que só semeiam plantas nas terras férteis de seus seguidores.
Depois de tempos desaparecido ele agora acha que a perseguição que estão fazendo com Lula não é política, porque Lula é igual a Paulo Maluf e Aécio Neves. Mais uma vez o “príncipe da sociologia”, como seus amigos o batizaram, está de fato representando o papel de caduco, e não demora muito começará a de fato perder a credibilidade que construiu junto aos seus.
Pode está até esclerosado para não enxergar a realidade e querer comparar Lula …

O desafio para bestializar o povo brasileiro agora como fato não garantido

Por Genaldo de Melo Uma sociedade para ser considerada sadia do ponto de vista sociológico deve pautar seus valores e princípios na harmonia, no atendimento à ordem estabelecida por determinadas leis, e deve sempre se pautar pelo princípio democrático do permanente debate em torno de idéias diversas. Uma sociedade em que a ordem deve ser quebrada porque as leis que existem estão em função apenas de uma parcela da mesma, mesmo que seja parte substancial de sua população, não pode jamais ser considerada harmônica do ponto de vista sociológico.
O Brasil dos últimos quatros anos ainda deve ser bastante estudado em futuro não muito distante, em função de que parcela substancial de sua sociedade não concorda mais que as interpretações unilaterais das leis que determinam seu funcionamento, estejam apenas em função de uma pequena minoria em detrimento da grande maioria.
Quando não se concorda com o que está sendo estabelecido de forma não democrática por uma pequena minoria, é um dever moral e p…

Agora Bolsonaro está com medo de ser assassinado durante vôos de jatinhos

Por Genaldo de Melo Os políticos são todos desconfiados, principalmente quando sabem que têm alguma chance de chegar aonde planejam, e sabem que alguém que quer chegar ao mesmo lugar pode interceptar o caminho da chegada. Em alguns casos os políticos desconfiam porque eles próprios sabem da própria capacidade que eles mesmos têm de planejar determinadas maldades contra seus adversários.
Se vascular a história política do Brasil, especialmente nos tempos dos velhos coronéis, chega-se à conclusões terríveis de como determinados líderes políticos chegarem ao topo. Mas daí a acreditar que nos tempos de hoje a maldade política pode ser planejada ao ponto de se matar fisicamente o adversário, é outra coisa bastante complicada. Os tempos são outros!
Mas por incrível que pareça, ainda tem gente hoje que tem medo de morrer durante o processo eleitoral de 2018. O caso mais recente levantado pelo jornalista Esmael Moraes é Bolsonaro, que acha que por está bem colocado por enquanto nas pesquisas cor…

A incrível insanidade dos brasileiros que agora querem matar Michel Temer

Por Genaldo de Melo É tanta impopularidade em torno de Michel Temer, que qualquer cidadão do mundo que por aqui desembargar pela primeira vez, sem conhecer como aconteceu essa história desse “excelente” presidente chegar ao poder através de um golpe de Estado, pode ficar desconfiado. Pois quem entende o mínimo do mínimo de política sabe o que significa a disputa pelo poder.
E o mais grave ainda, para quem não conhece o Brasil, não sabe quem é o “bom homem” que acha que toma atualmente as decisões políticas e administrativas no país, não sabe da saúde de ferro que o homem tem, é saber que majoritariamente querem matar o presidente, segundo entrevista dele mesmo para a “excelente” jornalista Eliane Castanhêde.
Mas com 97% de rejeição da população em todas as pesquisas feitas por todos os institutos, fica muito difícil para quem conhece como se deu essa história, acreditar que haja uma conspiração tão perfeita no Brasil, em tempos de internet e redes sociais, contra apenas um coitado de um …

Lançado como presidente Rodrigo Maia será a grande piada de 2018

Por Genaldo de Melo Entre os membros do DEM encontram-se os melhores quadros e os mais autênticos representantes da direita brasileira, e que de fato não titubeiam ideologicamente em nada em suas práticas em defesa das minorias conservadoras da sociedade brasileira. Desde sempre nunca mudaram suas posições, tanto quando estão no executivo quando estão dentro das casas legislativas.
E há algum tempo os demistas não escondem o desejo de participar das próximas eleições com nome próprio para presidente, deixando de ser apêndice como sempre foram dos tucanos. Nesse processo já fizeram também seus balões de ensaios, começando quando inicialmente o senador Ronaldo Caiado colocou seu nome à disposição, mas não deu química, e se aquietou.
Mas em 2017, começaram a colocar silenciosamente outros nomes para avaliação da sociedade que até agora também não sensibilizou ninguém, tanto que não aparecem em pesquisas eleitorais. Desde sempre que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, em entr…

Por que diabos Temer não escolhe logo Miriam Leitão como ministra?

Por Genaldo de Melo Miriam Leitão, como jornalista em função de um projeto político da direita brasileira, funciona muito bem.
Mas como vidente de política e de economia política, ela é um desastre do jornalismo político brasileiro.
Errou tudo de previsões que fez, principalmente de que Michel Temer seria a grande solução da crise que ela mesma como formadora de opinião ajudou a construir.
Como a mesma sempre defendeu, Dilma caiu num processo sem provas concretas contra ela até agora, e o impostor Temer, o "boca de envelope amassado", que ela tanto defendeu, é um desastre na política, na economia, e na coordenação de seu grupo de aves de rapinas politicas.
Somente não entendi até agora porque ela entendendo tanto de economia não foi escolhida como ministra de governo nenhum até momento, inclusive do próprio Temer!
É tanto disparate ideológico como nos ensina Milton Santos, que os noticiários da Globo e da Globonews estão se tornando ridículos com essa "especialista" em e…

Temer quer que a raposa saia por conta própria do galinheiro

Por Genaldo de Melo Na história da civilização brasileira nunca existiu, não existe, e provavelmente demorará a surgir um personagem tão patético quanto o impopular ocupante da cadeira do Palácio do Planalto, Michel Temer. Quanto mais se espera que o homem articule algum acerto em seu atrapalhado e indecente governo, ele próprio constrói suas armadilhas, que não somente o destroem politicamente, mas também deixa a sociedade brasileira refém do que pior existe... Para aprovar a qualquer custo a Reforma da Previdência (melhor dizendo, privatizá-la) trouxe para perto de si mesmo, nada mais nada menos, do que a família "quase nobre" de Roberto Jefferson. Pensando que a sociedade não reagiria contra a entrega de tão importante posto da administração pública, como o Ministério do Trabalho, para Cristiane Brasil, acusada de contrariar as próprias regras coordenadas pelo próprio Ministério, deu com "os burros n' água". A imagem que vendeu de si mesmo, durante o processo …

Bolsonaro pode mesmo não ser candidato à Presidência da República

Por Genaldo de Melo Por diversas vezes já falei que o produto eleitoral chamado Bolsonaro, com toda a sua arrogância e discurso de bom moralista que conseguiu convencer até agora aos desavisados de como funciona a coisa política, tem prazo de validade definida, e um dia ela naturalmente acabará, por diversas razões elementares.
Em primeiro lugar, falei de que ele poderia não ir muito longe porque não tem e nunca teve partido político definido como todos os outros candidatos, bem como não faz parte e nem mesmo coordena grupo político, que são as principais premissas para que alguém chegue à Presidência da República.
Mas não somente os apaixonados pelo rebuliço que ele causou até então, mas vozes inclusive do mundo dos especialistas em ciência política, acabaram por me convencer que a partir da aproximação das eleições ele estando bem em pesquisas eleitorais, forças oportunistas naturalmente se aproximariam e fariam dele realmente o que ele quer que digam dele mesmo, que é o “mito”.
Porém o…

Comparar o Brasil de Lula com a Coreia do Norte é coisa de estúpidos

Por Genaldo de Melo Nas redes sociais pululam teorias das mais diversas para querer comparar o que foi os governos de Lula e Dilma com o que acontece na Coreia do Norte (e até mesmo em Cuba), como se houvesse algum paralelo entre ambos os regimes políticos. Estúpidos ignorantes que não lêem nada, além do que é repassado por uma mídia tradicional que não se preocupa em repassar a verdade, mas apenas construir uma opinião sobre aquilo que seus editores não concordam politicamente, quando se sentem ameaçados mandam logo todos os seus adversários para Cuba ou para a Coreia do Norte.
Não passam de estúpidos colonizados culturalmente, que assimilaram o discurso do ódio, que não existia no Brasil com seus pares, a partir de formadores de opinião que chegaram a conclusão que a política não pode ser feita mais através das urnas, porque não convencem mais ninguém. Preferem não lidar com a democracia, porque na sua superioridade bem informada acreditam que o resto daqueles que não comungam das me…

R$ 52,4 milhões de propinas da Odebrecht não são o bastante para Serra ser preso

Por Genaldo de Melo
Deveras que agora tem muita gente preocupada ligada ao PMDB e aos partidos que participaram da farsa do golpe de Estado que culminou com a saída da presidente Dilma Rousseff, que tinha sido eleita democraticamente nas urnas, com o que ainda pode acontecer com a Lava Jato. Mas mesmo assim, essa preocupação ainda continua em segundo plano, porque pelo visto por mais que se denuncie a parcialidade da Operação coordenada a partir de Curitiba, parece que ela somente tem uma finalidade, assassinar a reputação política de Lula e de membros da esquerda brasileira.
Todos os focos da famosa Operação dos procuradores do Paraná é com a possibilidade de se construir uma prova viável que demonstre ao povo brasileiro que Lula é um criminoso. Mas todas as denúncias, delações e provas concretas contra políticos ligados principalmente ao PSDB, não surte nenhum efeito para Sérgio Moro, para o homem com nome de remédio e para outros “artistas” do judiciário político do Paraná.
Por isso…

A Globo agora anuncia a incrível piada de início de ano com Luciano Huck e Angélica

Por Genaldo de Melo A Rede Globo sempre esteve envolvida nas tentativas de apresentar para a sociedade brasileira candidatos à presidente que representassem a possibilidade de a pequena minoria conservadora e dona dos meios de produção do país tomassem conta do Estado e ficassem no controle dos recursos dos cofres públicos. Mas nunca essa rede de comunicação com concessão pública escancarou tanto na suas escolhas com fez nesse final de semana com a participação de seu funcionário Luciano Huck no programa televisivo de maior audiência do país em um domingo à tarde.
Luciano Huck, que numa contradição além dos limites para um sujeito que aconselha publicamente a seriedade, a honestidade e o combate à corrupção dos homens públicos, demonstrou que além de falta de seriedade dele próprio já que havia desistido publicamente de candidatura, também demonstrou que a Rede Globo resolveu entrar de vez na disputa para ter um nome na Presidência da República para chamar de seu.
E mais grave ainda, par…

Até o filme sobre Lula é investigado na Lava Jato!

Por Genaldo de Melo Dizer que não existe perseguição política e judicial contra Lula, principalmente quando desesperadamente seus adversários vêem a grande possibilidade de sua volta ao Palácio do Planalto, está se tornando a grande falácia do século 21. Já se fez de tudo nos últimos anos para incriminá-lo de alguma coisa e não se consegue absolutamente nada. E nesse sentido, qualquer pessoa, grupo político ou empresarial que tiveram contato com ele, que foi presidente do país, pode ser interrogado pela PF ou pelo MPF para se tentar assassinar sua reputação. Mas agora já está se passando dos limites para esconder o óbvio de que o que querem mesmo é tirar Lula da jogada e vencer as eleições sem ele, que ganha de todos se for candidato. Agora resolveram que vão tentar de todas as formas encontrar provas de crimes contra ele até mesmo no filme dirigido por Fábio Barreto, sobre sua biografia "Lula, o filho do Brasil", lançado em 2010. Imagine então porque a recente pesquisa do Ins…

O novo ditador de Porto Alegre e a desobediência civil

Por Genaldo de Melo A luta política no Brasil deve se acirrar em 2018, substituindo o debate necessário de propostas para resolução da grave crise que enfrentamos pelo disparate da grosseria erística e da utilização da força propriamente dito. Com Lula absoluto nas pesquisas e a direita sem um nome que seja páreo, esta aos poucos definitivamente vem demonstrando que não vai participar do processo de forma civilizada, conforme exige a democracia.
Com a iminente possibilidade de Lula ser condenado pelo TRF-4, ainda sem provas convincentes que demonstrem de fato à maioria dos brasileiros que o quer como presidente de novo, que o mesmo de fato cometeu os crimes que lhes são atribuídos, é uma prerrogativa e um direito constitucional de todos aqueles que não concordam com isso poder protestar em Porto Alegre, desde que não se ultrapasse os limites daquilo que é permitido nas mobilizações populares, ou seja, realizar o protesto democrático, respeitando as regras constitucionais.
Mas parece que…

É tão estúpido ser inteligente!

Por Genaldo de Melo Adorno e Horkheimer, como sempre atuais, nos ensinaram que nas sociedades modernas existe a chamada superioridade bem informada, formada pelos inteligentes que sempre facilitam as coisas para os bárbaros, porque são tão estúpidos... Nesse sentido, a limitação em compreender o funcionamento da política pertence sempre a maioria que nunca teve tempo e nem sequer condições para estudar, mas a estupidez em acreditar e repetir mentiras é sempre de uma minoria que estudou e se acha superior. E é exatamente na classe média que tem condições de comprar jornais da imprensa tradicional ou fazer assinaturas digitais dos mesmos, onde residem os grandes repetidores de determinadas inverdades criadas por formadores de opinião da estirpe de Fernando Henrique Cardoso. Ele não é um estúpido, ele é ex-presidente e mentor intelectual de estúpidos que por falta de memória ou doentes de paixões políticas, não lembram da história como coisa em si ou não querem aceitar as diferenças entre …

Reforma tributária para um choque de direitos

Por Genaldo de Melo Há um consenso entre os intelectuais que não compactuam com o discurso neoliberal no Brasil de que não temos a maior carga tributária do mundo como vem alardeando a Globo e seus repetidores. Tudo não passa de narrativa de quem quer aumentar seus cofres às custas do trabalho da grande maioria dos brasileiros. O grande desafio de quem assumir o governo no próximo período, e que prognósticos das pesquisas eleitorais apresentam que será um representante das forças políticas mais comprometidas com a nação brasileira, será o de promover um choque de direitos. E nesse sentido, o melhor caminho será fazer uma reforma tributária que tenha em consideração a tributação diferenciada entre ricos e pobres. No Brasil enquanto a grande maioria do povo paga tributos demais os ricos não contribuem o equivalente. A reforma tributária considerando essa premissa será uma obrigação histórica, porque enquanto as famílias que têm renda superior a 320 salários mínimos pagam apenas 5%, sendo …

O prefeito de São Paulo que precisa de um divã urgente

Por Genaldo de Melo A mediocridade atingiu seu ápice na política brasileira depois do golpe de Estado, e contra a democracia representativa, em que se reconhece o detentor do poder quem vence nas urnas, com as últimas escabrosidades do prefeito de São Paulo, João Dória. Em vez de respeitar aos paulistanos e governar a capital paulista, talvez rancoroso por não ter conseguindo seu intento de ser a grande estrela dos tucanos, doentilmente ele partiu para o ataque contra a ex-primeira dama do país, somente porque o nome dela batizará um viaduto em São Paulo. A grande e escabrosa mediocridade reside exatamente na sua pusilanimidade em atacar uma pessoa que não se encontra mais nesse plano. Marisa Letícia já morreu, não foi condenada a nada, mas o pseudo-gestor acha que com rancor e ódio alavancará seu nome. isso não está dando com ninguém, ele precisa se tratar com um psiquiatra!

Autonomia freiriana para os ricos e macarthismo para os pobres

Por Genaldo de Melo Por mais despropositada que seja a tese de que o educador mais odiado pela elite brasileira, Paulo Freire, seja comprado a peso de ouro pelos ricos para educação de seus filhos, não deixa de ser grande verdade. Nas escolas caríssimas a educação é de fato influenciada pelo pernambucano patrono da educação brasileira, enquanto que a educação pública para os pobres é pautada na construção da disciplina para todos serem empregados daqueles outros ricos que aprendem nas escolas ricas a terem "autonomia", criatividade e espírito de iniciativa. Melhor dizendo, para os ricos a influência de Paulo Freire, para os pobres o macarthismo, o adestramento, a padronização de comportamentos, a normalização foucaultiana de condutas, e em alguns casos a disciplina militar como defende e propaga nas redes sociais o falso mito, Bolsonaro.