Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

O DIREITO RESIDE NA FORÇA, DA MORAL!

Por Genaldo de Melo (republicando)

Um dos mais sanguinários monstros da arte de comunicar, de formar opinião a partir da mentira repetida minuciosa e insistentemente, deve está se rebulindo de inveja nas chamas do inferno. Joseph Goebbels, o pai da propaganda mentirosa nazista, deve está realmente com esse sentimento destrutivo da natureza humana, pois setores da mídia brasileira estão de fato conseguindo superá-lo na arte de mentir e tentar convencer a sociedade com fatos sem fundamento e sem noção.

Ele conseguiu convencer uma nação inteira de que era necessário realmente exterminar todos os judeus, porque segundo o mesmo os alemães eram superiores e tinha a missão de purificar a humanidade. Os setores conservadores do Brasil que coordenam determinados espaços de mídia não estão apenas imitando o chefe da propaganda nazista.  Eles estão de fato é superando o desgraçado assassino.

Estão escancarando com a utilização desse poder de informar com a mentira para derrubar a Presidente da Repú…

Dilma em Cuba: negócios, amizade e solidariedade

Editorial do Vermelho

No momento em que a presidente Dilma Rousseff embarca para sua primeira viagem a Cuba (e, depois, ao Haiti), os setores conservadores e a mídia patronal se assanham e querem impor a pauta da visita.

“Direitos humanos!” - é o brado cara de pau dos apoiadores da repressão ao Pinheirinho (em São José dos Campos, SP), da ação policial na Cracolândia e de outros desatinos cometidos pelos saudosistas da ditadura militar.

Dilma não vai a Cuba para debater, com os dirigentes da Ilha, problemas internos daquela nação soberana. Ao contrário, vai para reforçar a amizade entre as duas nações e discutir comércio e cooperação bilateral.

Dilma vai encontrar a Ilha em profundo processo de mudanças que envolvem a economia, a política e... direitos humanos. O principal tema das conversas envolverá a cooperação nas áreas técnica, científica e tecnológica e a busca da intensificação do intercâmbio em temas ligados à saúde e produção de alimentos (que são especialidades cubanas) e também…

A conservadora Kátia Abreu pressiona governo e ataca MST

A presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), representante dos latifundiários e do setor monopolista-exportador da agricultura capitalista, senadora Kátia Abreu (PSD-TO), disse nesta segunda-feira (30), no Rio de Janeiro, que a “insegurança jurídica e a logística no país”, que considerou “impraticável”, são desafios que o Brasil terá de vencer para que o agronegócio possa prosperar ainda mais. DE quebra atacou o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).


As declarações foram feitas durante solenidade comemorativa dos 115 anos da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), que foi o berço da CNA, antro do que há de mais conservador e reacionário na sociedade brasileira.

Abreu avaliou que a presidente Dilma Rousseff a tem surpreendido de forma positiva na construção de um novo modelo de política agrícola para o país. Criticou, porém, que as preocupações do Executivo têm se concentrado ainda nas contingências de curto prazo, como câmbio, crédito e inflação, deixando de…

A lógica ilógica de um mundo linear e infinito

Por Reinaldo Canto - Carta Capital
Não desejo causar polêmica, muito menos ser condenado ao fogo dos infernos que habitam as profundezas de nossa eternidade, mas diante de fatos incontestáveis sou obrigado a fazer uma categórica afirmação que a alguns poderá parecer absurda:
- O mundo é redondo ou pelo menos algo muito próximo disso!
Claro que para alguns pode soar óbvio demais, já que a constatação cartesiana foi provada há muito tempo e ainda temos imagens de satélites capazes de refutar quaisquer outras teorias e interpretações a respeito da circunferência terrena.
Portanto, a troco de que inicio estas linhas temeroso de causar espanto e de receber admoestações e críticas por “chover no molhado”?
Simples: é que se fosse tão óbvio, como explicar que a lógica fordista, uma longa linha de produção a principiar na extração das matérias-primas passando por sua transformação em produtos, depois o consumo e, posteriormente, um simples e irreal descarte, funcione apenas como se vivêssemos numa…

O veneno político-partidário

Por Eduardo Silveira de Menezes - Observatório de Imprensa

Os sucessivos abusos de autoridade, sobretudo no estado de São Paulo, revelam quem manda neste país e quais valores estão em jogo. As autoridades não admitem, mas, no Brasil, o direito à moradia vale menos do que a especulação imobiliária e o ser humano só se torna cidadão em época de eleições. Em um contexto como esse, os interesses comerciais do empresário Naji Nahas, acusado de crime do colarinho branco e formação de quadrilha, são tratados como prioridade pelo governo tucano, contando com a complacência da Presidência da República e o silêncio da chamada grande mídia. Mas a forma como se deu a desocupação de Pinheirinho, em São José dos Campos, não é apenas injusta; trata-se de um resultado prático da disputa político-partidária.

Quando existe comprovada omissão do município para regularizar áreas como essa, a legislação vigente permite a intervenção da União. No entanto, o governo federal preferiu partir para uma negociaçã…

Somos muitos! Spartacus !!!

Por Hernani Dimantas - Novae

SOPA é a resposta da indústria da propriedade intelectual contra a nova desordem digital. Copyright é um ato contra revolucionário. É o absurdo tamanho poder de lobby sobre a política ocidental. O SOPA - Stop Online Piracy Act tem o objetivo de frear o processo de compartilhamento que a Internet possibilita. Não dá pra negar que a culturalmente fazemos um link muito forte com os frutos do copyright. As músicas, filmes e outros produtos midiáticos são referências importantes e fazem parte do nosso cotidiano. A simples distribuição e compartilhamento desses produtos estão deixando esse pessoal louco. Eles investem fortunas para manter tudo como era antes. Os advogados agradecem e vão continuar agradecendo nos próximois 50 anos.

A rede cresceu muito rápido. Muitos nem se lembram das batalhas que já travamos para estabelecer um pouco de liberdade. Buscamos o potencial de compartilhamento que essa tecnologia permite. E, nesse sentido, sou sempre um otimista utópi…

O "desenvolvimento asiático"

Por José Luís Fiori - Opera Mundi
*Texto extraído do blog Outras Palavras.

“The issue is not of state intervention in the economy.
All states intervene in their economies for various reasons…
State’s first priority will define its essence.”

Chalmers Johnson (1925-1975),  "MITI and the Japanese miracle"



Salvo engano, foi Chalmers Johnson quem falou pela primeira vez do “desenvolvimentismo” asiático, no seu célebre livro sobre o “milagre econômico japonês”, publicado em 1982. Depois dele, transformou-se num lugar comum dizer que o “estado desenvolvimentista” foi ator central do crescimento econômico acelerado da Coréia, Taiwan e Singapura, entre os anos 1960 e 80; da China, a partir dos anos 1990 (na foto, Shangai); e do Vietnã, no início do século XXI. O próprio Johnson – que era economista, serviu na Guerra da Coreia, foi consultor da CIA para a Ásia, e lecionou nos Centros de Estudos do Japão e da China, da Universidade da Califórnia – voltou muitas vezes ao tema e acabou transfo…

A estação de caça aos pobres

No Brasil, o verão que desmobiliza as instituições do Estado é tradicional e historicamente a estação de caça aos pobres e aos seus direitos

Alipio Freire - Brasil de Fato

Domingo, 22 de janeiro de 2012: a Comunidade do Moinho recebe desde cedo centenas de visitantes que se juntam aos moradores locais. Situada na avenida Rio Branco (centro de São Paulo), entre duas linhas férreas, a comunidade reúne cerca de 700 famílias.

Os que chegam são militantes de grupos culturais de bairros populares e da periferia, de diversas organizações de defesa dos direitos humanos e de outros temas pertinentes a problemas do dia-a-dia dos mais pobres.

Trata-se de um ato de solidariedade e protesto: há exato um mês (22.12.2011), um incêndio destruiu 300 barracos – metade das habitações que ali existiam. O incêndio do Moinho abriu a temporada das violências que se abateram sobre as populações pobres do município e do estado de São Paulo. Especialmente aquelas estabelecidas em áreas (urbanas ou rurais) altament…

Um novo degrau de ruptura

Editorial de carta Maior


O conservadorismo reconhecido e não dissimulado do Financial Times deu contornos ainda mais desconcertantes a uma informação exclusiva publicada na sua edição de 6ª feira última, 27-01. Documento sigiloso do governo alemão, obtido pelo jornal, preconiza literalmente que a Grécia seja privada de sua soberania orçamentária terceirizando-se o comando financeiro do país a um diretório nomeado pela UE. Simultaneamente, o Parlamento grego seria induzido a aprovar uma lei que legitimaria a precedência do pagamento aos credores sobre qualquer outro gasto público nacional, até que se possa zerar esse passivo. Ou seja, nunca.

No estilo peremptório conhecido dos mercados, o diktat prussiano conclui que diante da insatisfatória competência de Atenas para cumprir acordo anteriores, "a Grécia tem que aceitar a cessão de sua soberania orçamentária para a administração européia por um tempo".

O desembaraço de um poder financeiro que se move a contrapelo da democracia…

Serra sobre FHC: “Tá gagá”

Por Altamiro Borges

Saiu hoje à tarde no blog do jornalista Jorge Moreno, hospedado no insuspeito sítio do jornal O Globo:

*****

Sobre a entrevista de Fernando Henrique, na qual ele defende a candidatura de Aécio Neves à Presidência da República e não a de José Serra, a quem responsabiliza também pelos fracassos eleitorais do PSDB, o ex-governador só fez este comentário a uma pessoa da sua intimidade:

— Tá gagá!

*****

"Briga interna muito forte no PSDB"


O singelo comentário, se confirmado, evidencia como anda o clima no ninho tucano. As bicadas são cada vez mais sangrentas. As três derrotas consecutivas nas eleições presidenciais deixaram o PSDB – defensor das “modernas” teses neoliberais e das “velhas” práticas fisiológicas e patrimonialistas – totalmente perdido, sem programa, sem rumo e sem comando.

Há poucos dias, o ex-presidente FHC, que se considera o mentor intelectual do partido, afirmou à revista britânica The Economist que o candidato “óbvio” da sigla na sucessão preside…

Um ano que ficou a desejar

Por Genaldo de Melo
Analisando politicamente o ano de 2011 concluímos que foi um período diferente de outros anteriores no Brasil. Considerando a inoperância de alguns atores políticos, inferimos que foi um ano ímpar do ponto de vista do atraso e da incapacidade, e até mesmo da falta de respeito para com os cidadãos brasileiros que cumprem seus papéis dentro da sociedade. Refiro-me especificamente do nosso Congresso Nacional, que não soube e parece que não sabe pautar o Governo, para que o mesmo trabalhe melhor pelo povo. Enquanto o Palácio do Planalto deu um verdadeiro show de competência, ficaram os nobres parlamentares a desejar.
Com poucas e raras exceções, o que vimos foi mais uma vez, e de modo mais intenso, deputados e senadores fracos, incapazes de apresentar proposituras legislativas que de fato melhore a vida do povo e construa o nosso desenvolvimento. Nesse cenário, principalmente fracos foram os parlamentares que se dizem de oposição, pois não conseguiram honrar os votos do …

O Nordeste é perfeitamente viável

Por Genaldo de Melo
O discurso da desunião entre os chefes de Executivos dos Estados nordestinos deve e tem que ser derrubado, quando se trata das disputas por investimentos em processos de desenvolvimento econômico. A disputa não é boa para uma região que do ponto de vista econômico, sempre foi desprezada e relegada o segundo plano como se valor nenhum tivesse para a economia brasileira.
Foi no Nordeste que o Brasil se iniciou como nação, foi também nessas terras que a mão-de-obra para a construção das riquezas nacionais foi estabelecida, bem como para construir os “melhores” Estados brasileiros do ponto de vista econômico. Não procede então o discurso do conflito, mas sim da união e da cooperação, porque o Nordeste tem viabilidade.
As organizações da Sociedade Civil, os partidos políticos independentemente de seus aspectos ideológicos, o Terceiro Setor e as instituições públicas que têm hegemonia na sociedade devem alinha-se aos discursos dos governadores Jacques Wagner, Cid Gomes e Ed…

APLB-Sindicato se fortalece cada vez mais na região Sisaleira

Por Genaldo de Melo
A Regional Sisaleira da APLB-Sindicato realizou no último dia 28 de janeiro com sucesso absoluto de participação o seu primeiro Conselho Sindical de 2012, para discutir assuntos referentes à organização política dos trabalhadores/as em educação, bem como temas que estão na ordem do dia dentro da conjuntura sindical.
No evento os participantes fizeram uma análise aprofundada das conjunturas municipais, bem como da atuação dos Núcleos Municipais da APLB-Sindicato e as dificuldades enfrentadas, dadas as condições políticas com péssimos gestores públicos, que em sua grande maioria não têm compromisso com uma educação pública de qualidade.
No momento discutiu-se também o Regimento Interno das eleições das delegacias sindicais e dos núcleos municipais. E além disso, foram traçadas metas de trabalho para a atuação da Entidade na região, definindo ações concretas da luta política que deverá ser implementada a partir de agora para enfrentar as adversidades políticas, sociais…

O massacre de Pinherinho e o futro da luta

Foto: Roosevelt Cassio/ Reuters
Por Idelber Avelar - Revista Fórum
Lembremos, para sempre, Pinheirinho. Num país em que a desmemória é tanto uma política oficial de Estado como uma espécie de requisito para o exercício capenga e precário da cidadania, reiterar uma e outra vez o que aconteceu já é um primeiro passo. No dia 22 de janeiro de 2012, domingo, como naquele 22 de janeiro que, na Rússia, ficou conhecido como Domingo Sangrento, em São José dos Campos, São Paulo, aconteceu isto.
A combinação de elementos que compõem o massacre é uma espécie de catálogo da história do Brasil, com todos os componentes que vemos reiterados, uma e outra vez, ao longo dos anos: 1) um terreno que era propriedade do Estado (desde o assassinato de seus donos originais, em 1969) passa às mãos de um megaespeculador, já acusado de quebrar uma instituição financeira do poder público; isso não impede que a propriedade estatal seja transferida a mãos privadas por misteriosos caminhos, com fortes indícios de …

A Cuba que Dilma visita

Por Emir Sader, no sítio Carta Maior:

Assim que Fidel e seus companheiros tomaram o poder e o governo dos EUA acentuou suas articulações para tratar de derrubar o novo poder, a grande burguesia cubana e uma parte da classe média alta foram se refugiar em Miami. Bastava esperar que mais um governo rebelde capitulasse diante das pressões norte-americanas ou fosse irremediavelmente derrubado. Afinal, nenhum governo latinoamericano rebelde tinha conseguido sobreviver. Poucos anos antes Getúlio Vargas tinha se suicidado e Peron tinha abandonado o governo. Os dois governos da Guatemala que tinham ousado colocar em prática uma reforma agrária contra a United Fruis – hoje reciclada no nome para Chiquita -, sofreram um violento golpe militar.
Como um governo cubano rebelde, em plena guerra fria, a 110 quilômetros do império, conseguiria sobreviver? Cuba era o modelo do “pátio traseiro” dos EUA. Era ali que a burguesia cubana passava suas férias como se estivesse numa colônia sua. Era ali que os …

Uma fábrica de mais-valia ideológica

Por Eliane Tavares - Observatório de Imprensa
A televisão é uma usina ideológica. Gera milhares de megawatts de ideologia a cada programa, por mais inocente que pareça ser. E ideologia, como definiu Marx, é o encobrimento da realidade, engano, ilusão, falsa consciência. Então, se considerarmos que a maioria da população latino-americana, aí incluída a brasileira, se informa e se forma através desse veículo, pensá-la e analisá-la deveria ser tarefa intelectual de todo aquele que pensa o mundo. Afinal, como bem afirma Chomsky, no seu clássico Os Guardiões da Liberdade, os meios atuam como sistema de transmissão de mensagens e símbolos para o cidadão médio. “Sua função é de divertir, entreter e informar, assim como inculcar nos indivíduos os valores, crenças e códigos de comportamento que lhes farão integrar-se nas estruturas institucionais da sociedade.” Não é sem razão que bordões, modas e gírias penetram nas gentes de tal forma que a reprodução é imediata e sistemática.
Um termômetro…

O estrupo da razão

Por Izaías Almada - O escrevinhador
Volto ao país depois de merecidas férias. Visto à distância, o Brasil é um país como outro qualquer. É como estar em São Paulo, por exemplo, e ler as notícias sobre países europeus, asiáticos ou sobre nossos vizinhos sul-americanos. As notícias do dia a dia são muitas vezes superficiais, sensacionalistas, procurando encobrir a natureza dos motivos pelos quais elas acontecem ou se desenvolvem.
A diferença, é claro, se dará por conta do conhecimento que temos da nossa própria realidade, os interesses e os fatores objetivos e subjetivos que se entrelaçam na informação produzida por jornais, televisões, revistas, sites e blogues.
A Rede Globo de Televisão, beneficiária e por isso mesmo defensora do golpe de Estado no Brasil em 1964 (ou seria o contrário?) chamou uma vez mais para si os olhares da nação, muitos deles cada vez mais descontentes com o que ali assistem.
Detentora de uma estratégia e de um marketing de comunicação imposto pelo poder econômic…

Trabalhadores/as em educação mais fortes em Monte Santo

Por Genaldo de Melo

Com pouco mais de seis meses de criado e organizado, mas muito bem estruturado politicamente, o Núcleo Municipal da APLB-Sindicato de Monte Santo vem demonstrando para a sociedade local sua força política e sua capacidade de mobilização junto aos trabalhadores/as em educação.
De forma que realizou no último dia 27 de janeiro último um grande encontro municipal, que contou com a presença de mais de uma centena de pessoas. No evento os participantes uma avaliação positiva do trabalho que o Núcleo Municipal realizou até o momento junto a categoria, bem como traçou metas para o próximo período.
O ponto forte do evento foi o compromisso assumido por todos para aumentar o número de sócios, para que a categoria tenha em breve força suficiente para exigir seus direitos por uma política de educação de qualidade, como exige e determina a legislação vigente.
O evento foi coordenado por Alexandra Cardoso, diretora do Núcleo Municipal, e teve a participação de Noildo Gomes, Direto…

Profissionais da educação mais organizados na região de Irecê

Por Genaldo de Melo
No último dia 26 de janeiro a APLB-Sindicato realizou seu Conselho Sindical da Regional Diamantina Norte na cidade de Irecê, para discutir temas relacionados ao fortalecimento e a organização da categoria na região. O evento contou com a participação de dezenas de professores e lideranças do campo da educação, bem como lideranças políticas sensíveis à questão dos professores/as e todos os profissionais da educação.
No evento foi feito um amplo debate no sentido de reativar os núcleos municipais da ALPB-Sindicato, além de debater e socializar as informações a respeito das eleições das delegacias sindicais e dos núcleos, que acontecerão ainda este ano. Do mesmo modo, foi formatado de forma participativa as diretrizes para o plano de ação das lutas que deverão ser realizadas no sentido de melhorar as condições de salário e de trabalho dos profissionais da educação, bem como melhorar a política educacional daquela região importante do nosso Estado.
No mesmo momento foi de…