Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Precisa-se de um professor na Assembléia Legislativa da Bahia

Por Genaldo de Melo O Parlamento é o espaço aonde os mais diversos segmentos de nossa sociedade procuram imprimir a marca dos seus interesses políticos, culturais, sociais e econômicos. E é no Parlamento aonde o jogo político e todas as suas decisões são fragmentadas de modo exato, politicamente falando. Naquela casa geralmente tem representantes das mais variadas categorias empresariais e profissionais, mais organizadas na sociedade, e ambas têm consciência dessa importância.
Comprovado está que os governos, independentemente de suas origens ideológicas, respeitam mais o representante político com mandato de uma categoria do que as entidades legítimas, que são de fato mais fortes e mais representativas. Por mais que não queiramos aceitar isso, mas é a lógica da política!
No Parlamento tem representantes de tudo e de todos que estão mais organizados na sociedade. Na Assembléia Legislativa da Bahia, não é diferente de outros parlamentos Brasil afora, tem de tudo... O salário é de 20 mil r…

A falta de respeito nos supermercados de Feira de Santana

Genaldo de Melo

Não tem como não reclamar dos péssimos serviços prestados à população de Feira de Santana pelos supermercados, principalmente das grandes redes. Eles tratam os consumidores como se estivessem fazendo favores, como se estes tivessem a obrigação de somente comprar neles.
Passamos o stress da vida urbana, do trabalho que muitas vezes é cansativo, e no final da tarde quando vamos fazer compras enfrentamos filas intermináveis, carrinhos quebrados que nos obrigam a fazer um esforço sobre-humano para arrastá-lo pelos corredores, e ainda por cima enfrentamos o mau humor de alguns funcionários sem compreensão de que da mesma forma que eles também estamos cansados.
E tem mais! Supermercados como G. Barbosa, Bom Preço e Atacadão acham que os consumidores são seus empregados. Depois de todos os problemas citados aqui que acontecem todos os dias dentro dos estabelecimentos os clientes ainda têm depois que pagam a conta das compras serem eles mesmos os empacotadores.
Se fosse prá gente …

O que querem os extremistas de esquerda no Brasil?

Por Genaldo de Melo

Absolutamente tenho que discordar da opinião corrente dos líderes e dos partidos políticos da extrema-esquerda brasileira sobre os rumos que o Brasil tomou na última década, sob o governo de coalizão de vários partidos políticos para a chamada governabilidade, coordenados inicialmente por Lula e agora por Dilma Rousseff.
Parece que eles não compreenderam que seus papéis como representantes do campo da esquerda brasileira não seriam jamais concordar com a opinião corrente dos líderes e partidos de direita e de seus meios de comunicação, de que tudo não presta e tudo está ruim, como se fosse uma grande fatalidade um fracasso que não existe.
Parece que os extremistas da esquerda brasileira perderam o rumo da história e acham que batendo no campo da própria esquerda brasileira eles vão conseguir chegar a algum lugar. Esqueceram que apenas o denuncismo, pura e simplesmente, nunca conseguiu no Brasil se traduzir em votos nas urnas, por isso que nunca ganham eleições para g…

Criar novos municípios é uma aberração

Por Genaldo de Melo Determinados temas que são considerados polêmicos é preciso que analisemos com um pouco de frieza e despido de emoções, principalmente quando se trata da coisa pública. No momento um dos temas mais polêmicos que tem sido matéria de opiniões diversas, de análises apaixonadas e outras até com premissas viáveis, é a questão da transformação de distritos em municípios. Não raro considerar que determinados distritos municipais têm sido literalmente abandonados pelo Poder Público dos municípios ao qual pertencem. Principalmente aonde a população com direito a voto foi contra o grupo que dirige os destinos políticos e administrativos no município. Mas somente isso não se garante como premissa para que façamos de pequenas localidades municípios com receita própria. Os recursos financeiros existentes para manutenção dos municípios já é tão pequeno que muitos municípios que foram criados nas últimas décadas continuam da mesma forma, ou seja, com instrumentos públicos precários,…