Lula vice de Dilma

Por Genaldo de Melo
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente Dilma Rousseff, em São Bernardo (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)
Admira-me muito essa pretensa capacidade de analisar antecipadamente a derrota de Dilma Rousseff nas eleições de 2014, feita por analistas que sempre fatalmente não erraram em seus prognósticos quando se trata do cenário parlamentar. Ainda mais admirado fico quando vejo a construção de cenários para esse fim, feito exatamente por forças políticas que têm sido reiteradas vezes derrotadas fragorosamente por um único indivíduo, ou seja, o ex-presidente Lula.

A conjuntura política tal como se encontra demonstra o contrário do que pensam aqueles que estão acreditando na derrota da atual Presidente da República. Ela sempre navegara em céu de brigadeiro, vieram as manifestações de junho último, houve uma queda momentânea em sua popularidade, mas de novo ela voltou aos patamares mais elevados da Opinião Pública e do senso comum. A mídia brasileira massificou o discurso da corrupção nas pessoas petistas, condenadas pela AP 470 (Mensalão), procurando sempre tentar assimilar a imagem de Dilma ao partido dos condenados, mas não funcionou, a mulher continua em alta.

Arrumaram os estrategistas para dividir o capital eleitoral das forças que elegeram Lula em 2002 e 2006, e contribuíram com a vitória da própria Dilma em 2010. Eles inventaram um palanque paralelo para o atual Governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e trouxeram Marina Silva (campeã de votos nas ultimas eleições presidenciais) para o mesmo, e nada parece funcionar. Reiteradas pesquisas são feitas, e Dilma em todos os cenários colocados reelege-se ainda no primeiro turno.

Agora convenhamos se o cenário mudar até junho será que o partido dos Trabalhadores e as forças partidárias aliadas vão querer correr o risco da derrota? Acho que não! Lula se tornou nesse país um animal político por excelência, capaz de eleger um Fernando Haddad, que como técnico nunca fez política na vida. Lula com apenas a sua imagem e seu discurso é capaz de elevar aos mais elevados patamares eleitorais qualquer um, até mesmo medíocres do mundo político. Será que Lula vai querer perder a eleição de 2014? Não acredito!

Então vejo que as variáveis não estão sendo avaliadas devidamente pelos analistas da oposição, bem como pelas raposas que sempre souberam ganhar eleições em seus redutos eleitorais nos Estados pelo Brasil afora. Na política todo mundo sabe que o direito reside na força, e quem tem a estrutura política que o grupo na órbita da atual Presidente da República tem, fica difícil perder eleições.


Mas e se Lula for o candidato a Vice-Presidente da República na chapa de Dilma Rousseff? Respondam-me meus caros analistas de plantão!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

A Globo agora anuncia a incrível piada de início de ano com Luciano Huck e Angélica

O Pitbull de Eduardo Cunha finalmente levou uma mordida