Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2014

O poder do dinheiro

Quem mais acredita em pesquisa eleitoral?

Por Genaldo de Melo Sempre acompanhei os fatos do mundo político em todas as suas faces, considerando o mesmo como coisa em si mais importante em qualquer sociedade que existe. Mas a política em si não existe harmonicamente porque ela é feita de disputas de modelos e práticas de projetos de poder das mais variadas correntes de pensamento, sob o jugo de partidos ou grupos políticos. Mais precisamente para se colocar em prática determinado projeto de administração pública, necessário se faz disputar processos eleitorais, e ganhá-los com maioria de votos dos cidadãos com direito a isso.
Uma das faces do mundo político que tem causado mais polêmica nos últimos anos são as pesquisas eleitorais realizadas pelos mais variados institutos, contratados principalmente por redes de televisão, grandes jornais e grupos empresariais de interesses. Além disso, existe latente o interesse dos grupos políticos que disputam as eleições em saber aonde fazer seus investimentos políticos com vistas a resultad…

Evangélicos em voga

Por Genaldo de Melo Provavelmente os cidadãos que não acompanham o mundo político mais de perto, e que geralmente não se interessam por ler o noticiário político, não tenham observado um fenômeno diferente acontecer nessas eleições. Ou seja, pela primeira vez houve uma tendência latente de participação das igrejas evangélicas no processo eleitoral, mais precisamente a participação massiva da camada da população evangélica votando em candidatos escolhidos ou apoiados pelas igrejas, principalmente para os parlamentos federal e estaduais.
Decerto que os especialistas do mundo político enxergaram esse fenômeno, porém poucos se manifestaram sobre o assunto até o momento. O fato é que realmente aconteceu de nessas eleições os evangélicos resolverem escolher um lado, que foi em massa votarem em parlamentares evangélicos em todo Brasil. E o que nos deixa abismados é que em quase todos os Estados da Federação os candidatos apoiados pelos grupos evangélicos foram sem sombra de dúvidas os mais vot…

Sou nordestino com muito orgulho!

Por Genaldo de Melo Tenho a mais absoluta certeza de que a maioria dos cidadãos de bem que vivem nos Estados localizados na parte abaixo do mapa do Brasil não considera, e nem chama os nordestinos de jumento e raça inferior, como algumas pessoas sem cultura que ficam formando opinião criminosa nas redes sociais. Até porque a grande parcela da população que vive por lá são descendentes diretos do povo nordestino. E para saber disso não se precisa recorrer aos tratados sociológicos, basta para tanto ler a literatura de Rachel e de Graciliano, que todo mundo de bom senso ler.
Opiniões dessa natureza somente surgem em períodos em que estão em disputas projetos de poder no país, em períodos eleitorais. São opiniões ridículas e sem noção de quem não estuda, não raciocina politicamente, e apenas se emociona quando ver seus candidatos, que não lhe representa, pois representa interesses de grupos econômicos ou até mesmo interesses de grupos religiosos fundamentalistas, perderem nas urnas.
Reiter…

Ganhei a aposta na Bahia!

Por Genaldo de Melo Passado as eleições na Bahia com o quadro já sendo definido em primeiro turno, com a eleição de Rui Costa para Governador, muita gente do mundo político está até o momento sem compreender direito o que de fato aconteceu. De fato é difícil aceitar derrota dessa forma. De fato é difícil compreender como Paulo Souto, líder absoluto nas pesquisas eleitorais, perdeu de novo o bonde da história. Principalmente para quem acha que a Rede Bahia (afiliada da Rede Globo), tem sempre razão nas coisas políticas, e esquece-se dos erros da mesma em passado recente. 
Como não mais acredito em pesquisas eleitorais encomendadas por grupos de interesses políticos, preferi dizer várias vezes em alto e bom som, que o candidato governista ganharia, resolvendo a fatura em primeiro turno. Lógico, que muita gente decidiu me chamar de louco e de apaixonado (sem razão), porque segundo os mesmos eu não estava dentro da realidade!
O primeiro sinal de vitória foi a disputa de dois homens considera…