Por que se mata tantas mulheres no Brasil?



 Por Genaldo de Melo
 rosa-vermelha
Um problema antigo gravíssimo continua em pleno andamento no Brasil, apesar de nos últimos anos todo um aparato do Estado ter sido criado para combatê-lo. Apesar de ter sido criado uma legislação rigorosa, bem como instrumentos necessários para fazê-la ser cumprida, a violência contra a mulher, apesar de não ter significativamente aumentado, conforme demonstram dados da nova edição do Mapa da Violência, de modo nenhum diminuiu.

Alguma coisa está errada e precisa ser repensada no Brasil, pois estamos em pleno século XXI, com a Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340), e com um sistema de punição já plenamente capaz de coibição do problema. Desse modo, pensamos que o que deve está errado deve ser questão de método, ou outro elemento que ainda não compreendemos. A natureza da violência contra a mulher não deve ser combatida apenas com cartazes ou cartilhas educativas. Isso não está dando certo.

Segundo a última edição do Mapa da Violência, elaborado pelo sociólogo Júlio Jacobo, de 1980 a 2010 a taxa de homicídios oscilou em torno de 4,4 vítimas femininas a cada 100 mulheres. Nesse contexto, foram assassinadas nesse período 91.932 mulheres, sendo que 43.486 aconteceram somente na última década. Ou seja, mesmo com uma legislação capaz de conter esse grave problema, com uma estrutura pública a disposição, a violência nua e crua contra as mulheres continua em patamares assustadores.

O que está mesmo acontecendo em nossa sociedade contra a mulher, que não pode ser considerada sexo frágil, pois ela cumpre efetivamente mais papéis e funções do que os homens, seja no lar, seja no trabalho, e hoje na política? O Estado não precisa fazer tanto barulho com o que cria, e o mesmo problema continuar avassalador! O Estado precisa de novo chamar a Sociedade Civil, a sociedade empresarial, as instituições religiosas e os demais atores sociais, para refletir sobre a criação de mecanismos de prevenção urgentemente. Propaganda somente não está resolvendo nada. A violência continua apresentando seu espetáculo dantesco e sua crueldade de guerra contra as mulheres brasileiras.

O Brasil hoje é o sétimo país no ranking de violência contra as mulheres, segundo o Sistema de Informações Estatísticas da Organização Mundial de Saúde (Whosis). Quem menos tem respeitado as mulheres no Brasil moram nos Estados do Paraná, do Espírito Santo e de Alagoas. As capitais que mais assassinam as mesmas são Porto Velho, Rio Branco e Manaus. Por quê...?

Por que tanta violência, meu Deus!

Comentários