Na política batalhar com ex-amigo não é nada fácil

Por Genaldo de Melo
Ademar Delgado lamentou o ocorrido e pediu para polícia agilizar as investigações - Foto: Adeílson Cravalho l Divulgação
Depois do rompimento político com o grupo político do deputado federal Luís Caetano e da deputada estadual Luiza Maia começam a surgir problemas para o atual Chefe do Executivo do município de Camaçari. O prefeito de Camaçari. Ademar Delgado das Chagas (PT) será denunciado ao Ministério Público Estadual, para apuração de eventual crime de improbidade administrativa, e terá que pagar multa de R$ 15 mil, por conta da contratação irregular e por pagamentos imoderados pela execução de serviços de fotocópias de documentos. Ao todo, ao longo do ano de 2013, o prefeito pagou às empresas “Waldemir Ribeiro da Silva – ME” e “Walgraph”, pertencente ao mesmo Waldemir da Silva, funcionário em cargo comissionado de Camaçari, nada menos que R$ 392.930,71, o que dá uma média mensal de gasto de R$ 32.744,22 em cópias. Apesar de ter apoio do governador conforme fontes jornalísticas o páreo não vai ser bom em 2016 para o prefeito. A denúncia partiu exatamente de uma cidadão do município, o que comprova que deverão surgir outras que lhe darão muitas dores de cabeças. (Com informações de Bahia na Política)

Comentários