O ódio sempre termina em infarto



Por Genaldo de Melo
 
Mais uma vez a máquina da imbecilidade do Jardim Botânico do Rio de Janeiro prestou um verdadeiro desserviço à população brasileira, quando se coloca como Quarto Poder e formadora de opinião na sociedade. Parece que foi a mesma Rede Globo propriamente dita que foi a candidata derrotada nas últimas eleições, e não o mineiro dos ternos italianos e dos dezoito anos na cabeça.

Hoje pela manhã encheu a cabeça dos brasileiros de bobagens e outras coisas mais, e principalmente de forma mentirosa. Primeiro,  não fez outra coisa além de imbecilizar nossa gente com a vitória contra o povo brasileiro do senhor presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, que está com a faca no pescoço depois da briga que inventou com o Procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Depois colocou imagens de sindicalistas nas galerias do Plenário da Câmara com bandeiras da central sindical conservadora e  reacionária, e contra o próprio trabalhador que representa, a Força Sindical, porém todos os sindicalistas das imagens estão de paletós. Pelo que sabemos trabalhador somente usa terno em casamentos, ou quando se é evangélico que vai aos cultos religiosos do domingos da vida! Porque não dispõe de dinheiro para tanto luxo.

O mais absurdo ainda desse Jornalismo da Obediência foi quando apresentou o panelaço contra o programa televisivo do Partido dos Trabalhadores, em que Lula foi a estrela principal. Não mostrou nenhuma imagem de bairros populares com o povo batendo panelas francesas de mil e quinhentos reais. Mostrou os panelaços dos prédios de luxos de praticamente metade das capitais brasileiras.

Parece que as Organizações Globo ficaram com mais raiva ainda de Dilma porque não pagou dinheiro nenhum para se pronunciar no Dia do Trabalhador em sua tela mágica. Mas, para falar a verdade nunca vi de fato aqueles quase 54 milhões de cidadãos que acreditaram no projeto que ainda é coordenado realmente por Lula, morar em prédios de luxo e ter panelas francesas para fazer panelaço em janelas ricas, e luzes para acender e carros nas ruas para observar! 

Que absurdo esse ódio todo se sabemos que a eleição terminou em 27 de outubro último!

Comentários