Os tucanos depois que espancaram os professores/as no Paraná resolveram desaparecer da cena do crime


Por Genaldo de Melo
 parana10
Os tucanos se esconderem depois da vergonha que causaram ao país a partir da ação promovida pelos policiais militares sob ordens de sua grande estrela o governador do Paraná, Beto Richa, ao promoverem tamanha barbárie contra os profissionais da educação em Curitiba, na última semana. Na realidade os cerca de 20 mil trabalhadores/as da educação paranaense estavam apenas tentando fazer pacificamente com que a Assembléia Legislativa não colocasse em apreciação projeto de lei que retiraria dinheiro do Fundo de Previdência para cobrir um rombo de R$ 4 bilhões, segundo maior déficit do país, que Richa herdou dele mesmo. Mobilizar-se contra retirada de direitos e para exigir direitos é prerrogativa constitucional da democracia brasileira. Mas o tucano que sempre foi considerado uma estrela dentro de seu partido, sendo inclusive cogitado para participar das prévias para escolher o candidato à presidência do país em 2018, autorizou a polícia Militar para utilizar contra os manifestantes balas de borracha, bombas de gás lacrimogêneo, spray de pimenta, jatos d’água e cães ferozes, terminando com exatos 213 cidadãos paranaenses feridos. Enquanto o grande defensor deles Ricardo Noblat indignado com situação disse que Richa perdeu a condição de andar pelas ruas do Paraná, os tucanos calaram-se todos sobre o assunto, ficando o papel de mudar assunto, e insultar Lula para FHC! E agora José?

Comentários