Para o presidente da Petrobrás, Aldemir Bendine, a empresa vai sair mais forte depois da Lava Jato, e já está se recuperando



Por Genaldo de Melo
 Marca Brasil Vertical
O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, afirmou que a estatal sairá mais saudável e mais forte, após as investigações da Operação Lava Jato, que apura esquema de corrupção na estatal. A declaração foi feita nesta quinta-feira (14) durante cerimônia no Estaleiro Atlântico Sul (EAS), em Ipojuca (Pernambuco), no Porto de Suape, onde foi batizado o petroleiro Marcílio Dias e realizada a viagem inaugural do petroleiro André Rebouças, da Transpetro, que fará exportação de petróleo. "O meu maior compromisso é deixar claro que a Petrobras sairá mais saudável e mais forte deste momento que estamos atravessando", declarou o presidente da Petrobras. Segundo ele, a empresa brasileira é hoje referência mundial de tecnologia de exploração de petróleo em águas profundas. “Estamos batendo sucessivos recordes com a produção do pré-sal, que teve crescimento de 70% desde o início da exploração. Na última semana, chegamos a produção recorde de 800 mil barris por dia só no pré-sal. São números incríveis que atestam a eficiência da Petrobras", destacou. Bendine lembrou em seu discurso que todo o setor petroleiro passa por uma "drástica transformação" e que a redução do preço do barril do petróleo tem feito com que empresas no mundo inteiro revise seus planos. Isso reforça, segundo ele, a "busca incessante por eficiência" por parte da Petrobras". Aldemir Bendine concluiu seu discurso destacando que "erros praticados no passado por quem queria lesar o patrimônio da Petrobras não serão repetidos". "Vamos virar essa página com os olhos da companhia voltados para o futuro", afirmou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Lava Jato pode apresentar a lista de santos que o Brasil deve votar em 2018

Assaltantes estão causando terror no Distrito de Maria Quitéria