Sem fazer nada pelo Brasil, FHC ganha honraria e ainda fala bobagens para os americanos



Por Genaldo de Melo
 
Sem fazer nada pelo país, além de escrever um monte de bobagens para esses jornais coordenados pela máquina da imbecilidade do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, e pela também revista de fofocas da Marginal Pinheiro, e pela toda cheia de razão Folha, o ex-Presidente da República Fernando Henrique Cardoso ganhou ontem em Nova York o prêmio de “Pessoa do Ano” da Câmara do Comércio Brasil-Estados Unidos. Acompanhado por uma comitiva que incluiu os senadores Aécio Neves (MG) e José Serra (SP) e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, além do ex-senador José Sarney (PMDB), FHC fez de novo duras críticas à política econômica adotada após a crise mundial de 2008 pelo Brasil. Como não compreendemos qual foi mesmo o papel dele de tão importante para receber tal honraria, ficamos mesmo é estarrecidos com suas opiniões malucas sobre o Brasil para os americanos. E ainda o outro maluco que também recebeu o prêmio o ex-presidente americano Bill Clinton falou mais bobagens ainda, pois disse que FHC foi um dos cinco líderes mais extraordinários que ele conheceu. Líder de que mesmo Bill!?

Comentários