70% da Câmara não concorda com a forma de Dilma governar

Por Genaldo de Melo
Foto: Roberto Stuckert Filho/ PR
Cerca de 70% dos deputados não concordam com a forma como Dilma Rousseff governa o país. A conclusão faz parte de uma pesquisa mensal feita pela consultoria política Arko Advice. A rejeição de Dilma na Câmara tem aumentado desde o início do ano. Em fevereiro, quando o levantamento começou a ser feito, pouco mais de 63% dos parlamentares disseram não aprovar o governo atual. "A evolução da Operação Lava Jato e a piora dos indicadores econômicos fizeram com que uma relação que não andava muito bem azedasse de vez", diz Cristiano Noronha, analista sênior da Arko Advice e um dos responsáveis pela pesquisa. "A falta de comunicação com a base aliada também acabou prejudicando a imagem de Dilma".  Seis em cada dez deputados avaliam a relação entre Executivo e Legislativo como ruim ou péssima. Questionados sobre como estará o relacionamento entre os dois poderes nos próximos três meses, 72% dos deputados disseram acreditar que a relação vai se manter como está ou poderá piorar. O levantamento ouviu 100 deputados federais de 23 partidos políticos - distribuídos conforme a representatividade de cada sigla na Câmara - entre os dias 30 de junho e 3 de julho. 

Comentários