Ainda existem vivas cinco pessoas que nasceram no século XIX na face da terra

Por Genaldo de Melo

A decana Jeralean Talley morreu aos 116 anos nesta quarta-feira (18), passando o título de pessoa mais velha do mundo para Susannah Mushatt Jones

Com a morte da pessoa mais velha do mundo, aos 116 anos, só cinco pessoas nascidas no século 19 ainda vivem na Terra, informou o Gerontology Research Group. Jeralean Talley, que manteve o hobby de jogar boliche até os 104 anos, morreu em casa nesta quarta-feira (17), em Inkster, perto de Detroit, nos Estados Unidos. O título passou, assim, para as mãos de Susannah Mushatt Jones, 115, uma norte-americana nascida em 6 de julho de 1899. No Brasil, a baiana Eurides Fagundes diz ser ainda mais velha. Conhecida como Vovó, ela afirma ter nascido no dia 6 de dezembro de 1894, em Salvador. Sua idade, porém, não é reconhecida pelo Guinness World Records. O Gerontology Research Group não divulgou os nomes dos demais remanescentes do século 19. Um decano da humanidade fica, em média, 389 dias no posto.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

A Globo agora anuncia a incrível piada de início de ano com Luciano Huck e Angélica

O Pitbull de Eduardo Cunha finalmente levou uma mordida