Ladrão arrependido devolve itens roubados e pede perdão em carta

Por Genaldo de Melo
 
A auxiliar de serviços gerais Eva da Silva, contou ao UOL, sobre a emoção em relação ao caso. "Eu pedi muito a Deus, com muita fé, que tocasse no coração dele, porque só Ele sabe a dificuldade que tenho para estudar. Eu precisava muito do meu caderno, porque tinha prova para fazer, e dos trabalhos que tinha de entregar na escola. Tudo estava dentro da mochila", disse a mulher. Ainda segundo o UOL, os documentos pessoais, cartões do banco e o material escolar foram deixados numa escola infantil próxima da casa dela. De acordo com a vítima, o telefone celular, um alicate de cutícula e produtos de maquiagem não foram devolvidos.   No bilhete, o assaltante escreveu: "Quase chorei quando vi a sacola de pães na mochila e a foto dos seus filhos pequenos. Sei que não justifica meu erro, mas não tinha a intenção em lhe machucar. Sou ex-evangélico. Me perdoe, por favor? Deus te abençoe", escreveu o ladrão. De acordo com o que Eva contou ao UOL, o assaltante a abordou na rua da casa dela. "Ele me abordou e disse que não era para eu gritar nem correr. Ele levantou a blusa e parecia que estava com um revólver na cintura. Ele me pediu dinheiro, mas eu fiquei muito assustada e não conseguia me mexer", disse.  A vítima chegou a registrar um boletim de ocorrência mas o assaltante ainda não foi localizado.

Comentários