Lewandowski critica fortemente CPI da Petrobras e permite que Catta Preta fique em silêncio

Por Genaldo de Melo
Com fortes críticas à CPI da Petrobras, o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, liberou nesta quinta-feira (30), a advogada Beatriz Catta Preta de ter que prestar esclarecimentos à comissão parlamentar que investiga o esquema de corrupção da Petrobras. O ministro atendeu a pedido da OAB, atacando a convocação da advogada pela CPI para falar sobre honorários de clientes investigados por participação na Lava Jato. Nesta quinta, a advogada deu entrevista ao “Jornal Nacional” em que revela que foi ameaçada por causa da sua atuação na Operação Lava Jato. A reportagem vai ao ar à noite. “Com efeito, para se preservar a rigidez do devido processo legal, e, em especial, o equilíbrio constitucional entre o Estado-acusador e a defesa, é inadmissível que autoridades com poderes investigativos desbordem de suas atribuições para transformar defensores em investigados, subvertendo a ordem jurídica. São, pois, ilegais quaisquer incursões investigativas sobre a origem de honorários advocatícios, quando, no exercício regular da profissão, houver efetiva prestação do serviço”, afirmou Lewandowski. (Folha)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A manipulação grosseira da Globo do Dia do Trabalho

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

Sem Lula cidadãos conscientes continuam preferindo Manuela