Ninguém votou em Fenanrdo Collor em 1989?

Por Genaldo de Melo
Depois do processo de impeachment, em 1992, mas, principalmente, depois que passou a fazer parte da base governista, como senador do PTB, os eleitores de Collor, simplesmente, sumiram. Não restou um único daqueles 35 milhões de eleitores que votaram no jovem caçador de marajás de Alagoas, no 2º turno das eleições presidenciais de 1989. Essa extinção em massa ficou explícita depois da operação da Polícia Federal que pego os carrões de Collor na Casa da Dinda. Um monte de gente que votou ou teria votado em Collor, deitou falação moralista contra o antigo queridinho das mesmas elites (e da mesma mídia) que hoje se agregam em torno de Aécio Neves – que foi o Collor fracassado de 2014, aliás, com estigmas bastantes semelhantes. (LF)

Comentários