O ator Pedro Cardoso defende a democratização dos meios de comunicações

Por Genaldo de Melo
 Resultado de imagem para Fotos de Pedro Cardoso
No final do mês passado, ganhou repercussão o episódio em que a atriz Marieta Severo rebateu, ao vivo, o apresentador Fausto Silva. Ele falava que o Brasil era o “país da desesperança” quando foi interrompido pela atriz, que elogiou os avanços sociais dos últimos anos. Na semana passada, em entrevista à rádio Jovem Pan, o também ator Pedro Cardoso comentou as declarações e teceu elogios à atriz, com quem trabalhou no elenco fixo do extinto seriado A Grande Família. “Ela é uma pessoa extraordinária. O Brasil precisa merecer a Marieta Severo pela historia de vida dela”, comentou. Cardoso, no entanto, não se limitou à fala da atriz. Na entrevista, ele aproveitou o gancho do episódio para defender a democratização dos meios de comunicação. “Achei muito oportuno que isso tenha acontecido neste momento. Os meios de comunicação têm que se democratizar. Isso não é uma legislação. O empresário tem que ter uma compreensão de que o capital não dá a ele o monopólio da mensagemO cara tem o monopólio, ok, escreve um editorial e diz o que pensa”, afirmou. Para o ator, pelo fato de as emissoras de rádio e TV serem operadas por meio de . concessões públicas, todos têm que ter voz. “É uma obrigação legal. Aquilo é uma concessão publica. Toda rádio e toda televisão pertencem ao povo”.(Fórum)

Comentários