O que Eduardo Cunha falará em cadeia nacional próxima sexta-feira é motivo de muita preocupação

Por Genaldo de Melo
 Resultado de imagem para fotos da interrogação

Envolvido na polêmica das ‘manobras regimentais’ que levaram à votação da redução da idade penal de 18 para 16 anos, e acusado por opositores de ditar as regras do Legislativo, o presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) fará um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV na sexta-feira da semana que vem, dia 17.  Será das 20h25 às 20h30 e dirigido pelo marqueteiro Paulo de Tarso, que auxiliou a campanha do senador e candidato derrotado à Presidência Aécio Neves. O expediente usado por Cunha já foi utilizado por ex-presidentes da Casa como Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e Marco Maia (PT-RS). Cunha vai fazer um balanço do primeiro semestre de trabalho dele à frente da Câmara. Essa informação foi inicialmente publicada pelo colunista da Revista Veja, Lauro Jardim. Lauro Jardim não sacou Eduardo Cunha e informa que ele convocou para o próximo dia 17 de julho uma transmissão de cinco minutos em cadeia nacional de rádio e TV. Diz o colunista da Veja que ele vai falar sobre as realizações da Câmara no primeiro semestre deste ano: redução da maioridade penal, reforma política, regulamentação da Lei das Domésticas e mudança na lei de terceirização. Acontece que 17 de julho esgota os trinta dias que o TCU deu de prazo para Dilma explicar o crime das “pedaladas fiscais”. TCU pode rejeitar e Congresso aprovar a rejeição em sessão extraordinária. O presidente da Câmara dos Deputados poderá estar anunciando, em rede nacional, coisas muito importantes. Até mesmo o início do processo de impeachment de Dilma Rousseff. Fontes dentro da Câmara dos Deputados dizem que parlamentares do PMDB e oposição tramam derrubada de Dilma antes das manifestações que aconteceram em agosto e chamam o pronunciamento de cunha de: "a sexta-feira negra" e "a tacada final". Eduardo Cunha poderia realmente virar oposição e iniciar o processo de impeachment da presidente Dilma? Veremos nas cenas do próximo capitulo.

Comentários