Polícia Civil descobre suspeito de ofensa racial à apresentadora da Rede Globo

Por Genaldo de Melo
Maria Júlia Coutinho, a Maju, em participação no programa 'Altas Horas' (Foto: Globo/Reinaldo Marques)
A Polícia Civil de São Paulo anunciou hoje (8) que identificou um dos suspeitos de ter postado comentários ofensivos contra a apresentadora da Rede Globo Maria Júlia Coutinho. As mensagens racistas foram enviadas após a emissora publicar no Facebook uma foto de Maria Júlia, responsável por apresentar a previsão do tempo no Jornal Nacional. Após buscas nas redes sociais, os agentes da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância chegaram a um adolescente de 15 anos que mora em Carapicuíba, na Grande São Paulo. O jovem foi ouvido na segunda-feira (6). Foram solicitados ao Facebook dados cadastrais e números de identificação dos computadores de usuários suspeitos de enviar as mensagens. A polícia continua as investigações para identificar outros envolvidos. O adolescente responderá por ato infracional e está sujeito a ter de passar por medidas socioeducativas. Os ministérios públicos (MP) do Rio de Janeiro e de São Paulo também acompanham o caso. O MP de São Paulo instaurou procedimento investigatório criminal para apurar prática de racismo e injúria qualificada contra a apresentadora. No Rio de Janeiro, o MP informou que a Coordenadoria de Direitos Humanos solicitou à Promotoria de Investigação Penal o acompanhamento do caso na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática. 

Comentários