Respeitem Francisco, elementos!

Por Genaldo de Melo
Minha foto
Não se faz necessário ser católico para se indignar com a verdadeira falta de respeito que alguns indivíduos que se acham os verdadeiros donos da opinião dos outros fizeram com o Papa Francisco essa semana. Quando a gente fala que alguns evangélicos são fanáticos, lunáticos e fundamentalistas, literalmente falando, muita gente na qualidade de evangélica não compreende que não falamos contra religião de ninguém, mas de indivíduos que na qualidade de formadores de opinião, deveriam respeitar a opinião dos outros, inclusive do Papa. Se o Papa Francisco esta incomodando os doentes, que eles comecem a tomar remédio, porque pelo visto Francisco vai continuar dizendo o que tem de dizer, porque ele é um dos maiores líderes religiosos do mundo, e tem que falar mesmo.

Mas falta de vergonha ainda é ver filósofos e jornalistas que se dizem de renome dizer verdadeiros desaforos contra uma das maiores autoridades religiosas do mundo, o Papa Francisco. Talvez se o papa fosse um mero conservador nascido nos países brancos da Europa, como sempre foi assim na escolha dos representantes da maior Igreja da América Latina, eles ficassem calados. Mas como o Papa nasceu na Argentina, nosso vizinho, e tem opinião contrária aos conservadores, reacionários da direita mais nojenta e doentia do país, eles atacam e de forma vergonhosa despeitam milhões de brasileiros que são católicos.

Dizer que Silas Malafaia, Olavo de Carvalho e Reinaldo Azevedo são mais importantes que o Papa em suas opiniões é jogar álcool no fogo. Todos eles que atacaram o Papa, porque este falou sobre desigualdades sociais que existem latentes na América Latina, e ao mesmo tempo, defendeu nas entrelinhas regulação econômica da mídia, são falsos moralistas que acham que o mundo é somente o terreiro de suas mansões, que o resto do mundo deve ser a extensão dos interesses de seus cofres, ou dos cofres de seus chefes, que o resto do mundo deve ser espaços de seus dejetos pessoais!

Com que respeito Silas Malafaia fala do Papa Francisco quando o mesmo de forma maquiavélica e doente utiliza pobres de espírito, e subdesenvolvidos intelectuais, para sugar financeiramente os mesmos, e mantê-los em regime de escravidão espiritual, como se animais fossem? Com que respeito esse falso pastor tem a coragem de falar de um homem que resolveu formar opinião exatamente contra esses doutrinadores falsos, que estão com os cofres cheios, enquanto as barrigas da maioria do povo latino-americano estão vazias? É preciso convenhamos que separemos o joio do trigo, pois existem sim bons pastores evangélicos que na qualidade de formadores de opinião respeitam a opinião dos outros, porque Jesus Cristo é para todos e não apenas para uma minoria conservadora. Esse moralismo é resultado mesmo dessa vertente minoria conservadora que vive dentro de seus castelos de ouro em pó à custa dos outros.

Se é verdade não sei! Mas vozes já me falaram que o senhor Olavo de Carvalho se intitula ateu. Nesse caso sua opinião contra o Papa Francisco não importa muito, porque vai ser sempre tendenciosa, pois esse falso moralista, agregado americano, está mesmo é querendo espaço na mídia local tupiniquim. Aqui com meus botões, acho que esse senhor deveria procurar o que fazer nos Estados Unidos e deixar o Papa Francisco em paz, até porque este representa muito mais para os brasileiros do que ele e sua chamada “riqueza intelectual”.

Em relação a Reinaldo Azevedo não se pode dizer muita coisa com suas opiniões doentes. Não é a primeira vez que este funcionário do Jornalismo da Obediência vem atacando Francisco, pois ele se acha hiperbóreo demais, a ponto de querer formar opinião contra um homem que lidera espiritualmente centenas e centenas de milhões de seres humanos pela face da terra afora, enquanto ele na qualidade de jornalista somente representa a ele mesmo, pois é apenas um pequeno funcionário que recebe restos de migalhas das famílias conservadoras, que acham que são maiores que Jesus Cristo.

Respeitem o Papa Francisco, elementos!

Comentários