Comércio empregava 10,4 milhões de pessoas no país em 2013

Por Genaldo de Melo

O Brasil tinha 10,4 milhões de pessoas trabalhando no comércio em 2013, segundo dados da Pesquisa Anual de Comércio (PAC) divulgados hoje (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O contingente é 4,4% superior ao número de empregados do segmento no ano anterior. O comércio varejista concentrou 73,4% dos empregados, enquanto o atacado respondeu por 17,4% e comércio de veículos, peças e motocicletas, por 9,2%. No total, eles receberam R$ 168,2 bilhões em salários, retiradas e outras remunerações. Apenas 3,5% das empresas foram responsáveis por empregar 46% desse pessoal e por pagar 60,4% do total dos salários e outras remunerações. A Região Sudeste concentrou metade dos trabalhadores do comércio em 2013. Em 2013, o comércio gerou uma receita operacional líquida de R$ 2,7 trilhões, dos quais 44,1% foram movimentados pelo atacado. No atacado, o segmento que mais se destacou foi a atividade de combustíveis e lubrificantes, com uma receita líquida de R$ 275,9 bilhões. O varejo movimentou 42,9% da receita do comércio. O segmento de hipermercados e supermercados foi o principal destaque, ao gerar R$ 278,9 bilhões de receita líquida em 2013. O comércio de veículos, peças e motocicletas gerou os 13% restantes da receita operacional líquida do comércio. O número de empresas ficou em 1,6 milhão em 2013, um recuo de 1,2% em relação ao ano anterior. O comércio varejista concentrava a maior parte delas (78,9%).(AB)

Comentários