O PCdoB da Bahia repudia a censura ao seu programa partidário na televisão

Por Genaldo de Melo

Neste mês de agosto, está indo ao ar a nova propaganda partidária do PCdoB nas emissoras de rádios e TVs da Bahia. Em algumas das inserções, o partido apresenta o posicionamento que possui em relação ao governo feito por ACM Neto à frente da Prefeitura Municipal de Salvador e, por conta disso, teve uma das peças censuradas por meio de uma ação judicial movida pelo DEM, partido do prefeito. No vídeo censurado, o vereador da capital Everaldo Augusto fez críticas, principalmente, à cultura de privatização de ACM Neto. Outras duas inserções, da vereadora Aladilce Souza e da deputada federal Alice Portugal, que também apontam fragilidades na gestão da cidade, também foram alvos do DEM, mas ainda não houve uma sentença da Justiça. Em nota, o Comitê Municipal do PCdoB em Salvador repudiou a tentativa de silenciar o contraditório e relembrou o período em que Antônio Carlos Magalhães (o avô), líder do grupo que hoje forma o DEM, tratava a oposição com autoritarismo, perseguição e violência.

Comentários