Pular para o conteúdo principal

O Povo de Feira de Santana continua como se enfeitiçado



Por Genaldo de Melo
 Minha foto
Tem muito tempo que algumas pessoas vêm reclamando dos péssimos serviços do transporte público de Feira de Santana, e nada, absolutamente nada, a atual administração municipal procurou solucionar. São ônibus velhos caindo aos pedaços pelas ruas da cidade, são trabalhadores do transporte recebendo realmente péssimos salários em relação ao lucro obtido pelas empresas responsáveis pelos ridículos serviços prestados à população local, são serviços de cooperativas de transporte alternativos de péssima qualidade com motoristas e cobradores totalmente despreparados para atender ao público, com raras exceções, e além de tudo, a existência de serviços paralelos sem nenhuma regulação com preços absurdos, e a população aceita porque precisa do transporte para trabalhar e se locomover no município. 

A administração Municipal que até agora preocupada apenas com um tal de BRT, que não foi discutido com a sociedade, que não concorda, e absolutamente não concorda, com a derrubada das árvores do único logradouro urbano arborizado no município, não procurou resolver os graves problemas do transporte público em nenhum momento. No momento que os problemas começaram a surgir, a incompetência procurou colocar a culpa nos principais responsáveis pelos péssimos serviços prestados à população, ou seja, nas próprias empresas. Parece que as empresas que somente estão preocupadas em lucros iriam de livre e espontânea vontade prestar serviços de qualidade. Ora, não se pode colocar a culpa em ninguém além daqueles que devem construir as regras elementares para os concessionários, porque do contrário sempre as coisas ficarão em desordem.

A Câmara de Vereadores com todos esses problemas que tem natureza grave mais uma vez demonstra incapacidade política para procurar desenvolver um debate urgente na comunidade dentro da chamada Casa da Cidadania feirense. Da mesma forma de sempre, para os nobres vereadores é mais importante se envolverem em intrigas e nos famosos “bate-bocas”, em servirem fielmente aos interesses do pequeno grupo que governa o município, em detrimento dos interesses da maioria do povo que depende do transporte público para trabalhar e se locomover pelo município. É grave de se ver que um município com o tamanho de Feira de Santana com mais de 600 mil habitantes tem uma Câmara de Vereadores tão inoperante quanta essa legislatura. Parece que faltam alguns parafusos que a população expulsou-os nas urnas, pensando que viria dias melhores.

E mais grave ainda, parece que o povo tomou algum tipo de bebida enfeitiçada, que não se move, não reclama, não se mobiliza, e ao mesmo tempo cala diante da situação grave sem transporte e sem forma de locomoção pública. É como se Feira de Santana já estivesse naturalmente com todos os seus problemas resolvidos, pois somente quem se manifesta sãos os “gatos pingados” dos movimentos sociais que estão sempre certos, mas a população enfeitiçada não houve. Nunca na vida vi tal barbaridade política sem mobilização e sem manifestações publicas daqueles que estão sendo prejudicados. Mas parece que em Feira de Santana vai ser sempre assim. 

E mais grave ainda as lideranças políticas que fazem oposição ao grupo político que administra a cidade também calados estão, e ainda querem que em outubro do ano que vem os cidadãos que estão calados como sempre no município coloquem os votos necessários para assumir a postura de administrar a Princesa do Sertão. É preciso que tenham a coragem de representar também aqueles que estão calados como personagens hobbianos que no teatro ficam de costas para o espetáculo!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Globo agora anuncia a incrível piada de início de ano com Luciano Huck e Angélica

Por Genaldo de Melo A Rede Globo sempre esteve envolvida nas tentativas de apresentar para a sociedade brasileira candidatos à presidente que representassem a possibilidade de a pequena minoria conservadora e dona dos meios de produção do país tomassem conta do Estado e ficassem no controle dos recursos dos cofres públicos. Mas nunca essa rede de comunicação com concessão pública escancarou tanto na suas escolhas com fez nesse final de semana com a participação de seu funcionário Luciano Huck no programa televisivo de maior audiência do país em um domingo à tarde.
Luciano Huck, que numa contradição além dos limites para um sujeito que aconselha publicamente a seriedade, a honestidade e o combate à corrupção dos homens públicos, demonstrou que além de falta de seriedade dele próprio já que havia desistido publicamente de candidatura, também demonstrou que a Rede Globo resolveu entrar de vez na disputa para ter um nome na Presidência da República para chamar de seu.
E mais grave ainda, par…

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Por Genaldo de Melo A Rede Globo de Comunicações, que passou os quinze dias que antecederam o tão badalado depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro, por causa de um triplex, que até agora ninguém mostrou de fato nenhum documento do mesmo no nome dele, e do mesmo modo não comprovou que ele ganhou o mesmo como forma de propina, literalmente entrou em desespero. Interessante é que o tríplex entrou no imposto de renda da OAS, e D. Marisa entrou com um processo judicial para receber sua cota parte de volta, quando desistiu do mesmo, que era de R$ 209 mil em 2009 e hoje é de R$ 300,8 mil (o processo está na 34ª Vara Cível).
A Globo utilizou ao modo de Goebbels o discurso de que Lula poderia, aliás, teria que ser preso ali mesmo em Curitiba, até mesmo com um provável desacato ao juiz, mas como Lula não foi preso porque pelo visto o apartamento não é mesmo dele, partiu para um ataque tão violento, que não se pode dizer que está mais praticando jornalismo.
Do momento do depoimento até agora, quase …

Lava Jato pode apresentar a lista de santos que o Brasil deve votar em 2018

Por Genaldo de Melo O procurador da República em Curitiba, um dos coordenadores da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, parece que compreendendo que o povo brasileiro é um dos mais despolitizados do mundo, tanto que escolhe sempre os piores para serem representantes no Congresso Nacional, quer que para se terminar com a Operação de vez em 2018, orientar para que se vote nos melhores, só não diz quem são os melhores para um povo que vende o voto para corruptos.
Em sua aparição na Globonews, como se fosse um artista de cinema ou um astro do futebol, fala do fim da Lava Jato, mas deixa bem claro que ela só acaba se os brasileiros melhorarem o Congresso Nacional nas urnas. Ele parece que quer continuar com seus espetáculos e não resolver de fato o problema de combate e prevenção da corrupção, pois trabalha como um cabo eleitoral, e efetivamente não prendeu ninguém que foi delatado ligado aos tucanos, demistas e peemedebistas (com exceção de Cunha, que ninguém sabe de fato se realmente ele …