O senador Walter Pinheiro não participa mais das reuniões do PT

Por Genaldo de Melo
 :


Ainda não se sabe qual é a estratégia intrínseca na resistência em admitir, mas o senador baiano Walter Pinheiro continua a dar sinais sólidos de que está mesmo saindo do PT. Ele já nem participa mais das reuniões do partido no Senado antes das votações, conforme publicação da coluna Radar Online, de Veja.com. A cada votação, os demais senadores têm que consultá-lo para saber como vai votar, pois não contam mais com sua presença. A mais nova desfeita de Walter Pinheiro, na quarta-feira (20), foi a de ele desautorizar o PT a lhe colocar como pré-candidato a prefeito de Salvador em 2016 (disputou em 2008 e perdeu). "Declino da indicação, pois, no momento, minha prioridade é cumprir a missão que a Bahia me deu no Senado", disse o senador em nota. Há outro sinal sólido recente. O senador não compareceu a nenhum dos três dias do congresso nacional do PT que aconteceu em Salvador em junho último. Nem mesmo no dia da abertura, que teve presença da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula. Mas o histórico de Walter Pinheiro contra o PT não é de agora. Tudo começou em 2006 (ele era deputado federal), quando ele disse no plenário da Câmara que sentia "vergonha" de seu partido por causa do chamado mensalão.(Bahia247)

Comentários