Ouvido pela CPI, José Dirceu permanece em silêncio

Por Genaldo de Melo
imagemOs deputados da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga denúncias contra a Petrobras, na Câmara, interrogaram o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu na manhã desta segunda-feira 31. Eles foram até Curitiba, onde Dirceu está preso. O ex-ministro, no entanto, decidiu permanecer calado. “Seguindo orientação dos meus advogados, permanecerei em silêncio”, disse ele repetidas vezes em resposta às perguntas do relator, Luiz Sérgio (PT-RJ). Depois de terminada a lista de inscritos para perguntas, Dirceu foi liberado. O advogado de Dirceu, Roberto Podval, já havia informado que o ex-ministro ficaria calado na CPI. João Antônio Bernardi, funcionário da empresa Saipem, é o próximo a ser ouvido pelos parlamentares. (Com informações de Agência Câmara)

Comentários