TSE aponta 15 irregularidades em campanha tucana

Por Genaldo de Melo
Resultado de imagem para imagens de aecio neves
A ministra Maria Thereza de Assis Moura, relatora do processo que analisa a prestação de contas da campanha do senador Aécio Neves (PSDB-MG) à Presidência da República no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), apontou 15 irregularidades nos documentos entregues à Corte pelo tucano e pediu esclarecimentos sobre o caso. As doações das empreiteiras Odebrecht e Construbase, que somam R$ 3,75 milhões, foram questionadas pelo TSE. Aécio teria repassado ao seu partido R$ 2 milhões da Odebrecht, empresa investigada pela Operação Lava-Jato, mas não registrou a transferência na prestação de contas. Segundo a assessoria do PSDB, as irregularidades não passam de erros contábeis. Outro problema revelado pelo Tribunal diz respeito à diferença entre o valor declarado pela campanha e o montante efetivamente doado pela construtora Construbase. O candidato tucano recebeu R$ 1,75 milhão, mas declarou R$ 500 mil. Das 15 falhas detectadas, pelo menos três foram consideradas infrações graves. (FSP)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

A Globo agora anuncia a incrível piada de início de ano com Luciano Huck e Angélica

O Pitbull de Eduardo Cunha finalmente levou uma mordida