Bancada do PMDB isola Eduardo Cunha

Após se transformar na principal referência da oposição, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), terminou a semana isolado dentro do próprio partido, em meio as negociações do governo para a reforma ministerial. Matéria de José Casado no O Globo relata que o parlamentar foi contatado por Dilma, que ofereceu a possibilidade de conduzir a indicação de novos ministros. Ele recusou a oferta e fechou a possibilidade do governo negociar com a bancada peemedebista. Depois, a presidente conversou com Leonardo Picciani, líder do PMDB no Câmara, que aceitou negociar com os demais deputados do partido e que teria dito a Cunha: “Você é oposição; eu, não. Você quer o impeachment; eu, não". (GGN)

Comentários