Dilma deve fundir ministérios do Trabalho e da Previdência

Por Genaldo de Melo
 :
Na reforma administrativa que deverá acabar com dez ministérios, a fim de reduzir gastos, a presidente Dilma Rousseff deve fundir as pastas do Trabalho e da Previdência, comandadas atualmente pelos ministros Manoel Dias, do PDT, e Carlos Gabas, ligado ao PT, respectivamente. Nesse caso, a tendência é que o PDT perca a vaga, que ficará com o PT, segundo o jornalista Fernando Rodrigues. O corte de dez dos atuais 39 ministérios deverá resultar em um corte de R$ 200 milhões em gastos, de acordo com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa. Nesta segunda-feira, o presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, disse durante reunião do diretório do PDT no Rio que não quer uma ruptura radical com o PT, mas um "desquite amigável". (247)

Comentários