Dilma tira poderes de comandantes militares

Por Genaldo de Melo


Além das crises política e econômica que atingem o governo, o Palácio do Planalto agora enfrenta problemas com a área militar.Na quinta-feira da semana passada, a presidente Dilma Rousseff assinou  decreto que estava na gaveta da Casa Civil há mais de três anos, tirando poderes dos comandantes militares e delegando ao ministro da Defesa competência para assinar atos relativos a pessoal militar, como transferência para a reserva remunerada de oficiais superiores, intermediários e subalternos; reforma de oficiais da ativa e da reserva; promoção aos postos de oficiais superiores; nomeação de capelães militares, entre outros. Hoje, esses atos são assinados pelos comandantes militares. A medida foi recebida com "surpresa", "estranheza" e "desconfiança" pela cúpula militar, que não foi informada de que ela seria assinada por Dilma.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

A Globo agora anuncia a incrível piada de início de ano com Luciano Huck e Angélica

O Pitbull de Eduardo Cunha finalmente levou uma mordida