Eduardo Cunha é denunciado por mais um delator da Operação Lava Jato

Mais um réu da Operação Lava Jato denunciou, em delação, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Eduardo Vaz da Costa Musa, ex-gerente da Área Internacional da Petrobras afirmou aos procuradores que Cunha tem ligação com o esquema de corrupção na estatal. Segundo o delator, era do deputado a "palavra final" nas indicações políticas para cargos na área internacional da empresa. "João Augusto Henriques disse ao declarante que conseguiu emplacar Jorge Luiz Zelada para diretor internacional da Petrobras com o apoio do PMDB de Minas Gerais, mas quem dava palavra final era o deputado Eduardo Cunha do PMDB/RJ”, diz a delação de Musa. Por meio da assessoria de imprensa da Câmara, Cunha afirmou que não conhece o delator.  Não é a primeira denúncia contra o deputado na Lava-Jato. Em julho, o ex-consultor da Toyo Setal Júlio Camargo disse que foi pressionado pelo presidente da Câmara a pagar US$ 10 milhões em propinas para que um contrato de navios-sonda da Petrobras fosse viabilizado. Do total do suborno, segundo o delator, Cunha disse que era “merecedor” de US$ 5 milhões. Camargo também disse que Cunha exigiu pagamento de propina ao lobista do PMDB Fernando Soares, conhecido como "Fernando Baiano", um dos presos já condenados na Lava Jato. (Brasil de Fato)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

A Globo agora anuncia a incrível piada de início de ano com Luciano Huck e Angélica

O Pitbull de Eduardo Cunha finalmente levou uma mordida