Em evento do PSD, Rui e Otto falam línguas diferentes sobre BRT

Por Genaldo de Melo
Diferente das expectativas do senador Otto Alencar (PSD), o governador Rui Costa (PT) afirmou, na manhã desta segunda-feira (14), que tem expectativa que o governo federal vá liberar recursos para as obras do Bus Rapid Transit (BRT) e do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Salvador, apesar de toda à crise que ronda o governo federal. O líder baiano informou que viaja hoje para Brasília, onde conversará com a presidente Dilma Rousseff (PT), mas antecipou a defesa do governo petista. “Evidente, não só por ser aliado, mas porque sou governador. Sou demandado por prefeitos sobre obras nos municípios e eu não posso anunciar todas [as obras] que são solicitadas, como a presidenta tem seus limites e não pode anunciar todas as obras que são a elas solicitadas”, disse o governador, em coletiva na sede da União dos Municípios da Bahia (UPB). O anúncio da implantação do BRT e do VLT na capital baiana foi feito em outubro de 2013 pela presidente Dilma, quando esteve na capital baiana para anunciar investimentos em mobilidade urbana. No mesmo evento, o senador Otto Alencar já tinha afirmado, em entrevista coletiva mais cedo, que “para sair dinheiro do caixa [do governo federal] para obras será muito difícil". Sobre o PSD, o governador Rui Costa afirmou que Otto “não é só um aliado, mas um amigo pessoal que eu fiz ao longo desses anos”. “Esse é o segredo da nova política, instituída a partir do governo Wagner e que a gente mantem e busca aperfeiçoar, que é fazer parceria e um projeto onde todos cresçam e se afirmem como partido politico, onde não só um partido politico cresça, mas todos possam crescer juntos”. (BN)

Comentários