Finlândia aumentará os impostos dos mais ricos para acolher refugiados

Por Genaldo de Melo
Resultado de imagem para refugiados
Enquanto diversos países da Europa fecham o cerco e negam a entrada de refugiados da Síria e de outros países, a Finlândia procura ampliar a sua capacidade de acolher os imigrantes. O ministro das Finanças do país apresentou, na última semana, uma proposta para aumentar o imposto de renda da parcela mais rica da população para angariar recursos e, assim, poder oferecer asilo a mais pessoas. Denominada “imposto da solidariedade”, a proposta faria com que o país pudesse receber um número dez vezes maior de pessoas e vem diante do aumento da demanda dos pedidos de asilo. No ano passado o país recebeu, ao todo, 3,6 mil pedidos, enquanto somente este ano já foram 30 mil. Com o aumento dos impostos dos mais ricos, o país conseguirá equilibrar as contas, já que o aumento do fluxo migratório deve custar aos cofres públicos finlandeses cerca de 114 milhões de euros (R$ 494 milhões). Essa não é a primeira vez que a Finlândia sinaliza solidariedade para com os refugiados. No início do mês o premiê finlandês Juha Sipila disse que colocaria sua casa no norte do país à disposição dos refugiados. (Fórum)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Lava Jato pode apresentar a lista de santos que o Brasil deve votar em 2018

Assaltantes estão causando terror no Distrito de Maria Quitéria