Impeachment não vai caminhar ‘por falta de fatos e de votos’, diz líder do PMDB na Câmara






override-if-required


Liderança emergente na Câmara, o deputado federal Leonardo Picciani (PMDB-RJ), disse ao 247 que o projeto de impeachment não irá caminhar “por falta de fatos e de votos.” Um dos responsáveis pela articulação que permitiu a manutenção dos vetos na madrugada de terça-feira passada, vitória que deu um novo fôlego ao governo Dilma, Picciani atua em combinação direta com Luiz Fernando Pezão, um dos principais aliados do Planalto entre os governadores de Estado. Ele nasceu numa família de políticos liderada pelo pai, Jorge Picciani, que ocupou uma Secretaria no governo Leonel Brizola, já presidiu a Assembléia Legislativa do Estado e hoje é presidente regional do PMDB. Defensor de uma maior aproximação com o Planalto, Picciani falou ao 247 depois da exibição do programa de televisão do partido, do qual é líder. No vídeo, o PMDB assumiu uma postura distante do governo, como se não tivesse a menor responsabilidade pelo que acontece país. Sem participar da concepção do programa, muito menos da definição de sua linha política, Leonardo Picciani gravou uma fala na qual limitou-se a necessidade de abrir o diálogo para a retomada do crescimento. Na mesma postura, Pezão disse que “estamos todos no mesmo barco.” (PML)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A manipulação grosseira da Globo do Dia do Trabalho

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

Sem Lula cidadãos conscientes continuam preferindo Manuela