Maranhão sem Roseana: economia de R$ 1,6 mi em comida fina e flores

Por Genaldo de Melo
Gastos com comidas finas, flores naturais, combustíveis e eventos para residências oficiais do governador e do vice entraram nos cortes feitos pelo governo do Maranhão. As mudanças representaram uma economia de R$ 1,6 milhão nos primeiros meses do ano. Segundo informações da coluna Poder da Folha de S. Paulo, de janeiro a julho, os quatro grupos de despesas somaram R$ 353 mil – uma queda de 82% em relação ao mesmo período do ano passado, quando esses gastos somaram R$ 1,98 milhão, sob a gestão da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB). Os dados são do governo Flávio Dino (PC do B), que encerrou um ciclo de quase 50 anos de comando da família Sarney e aliados no Executivo do Maranhão.

Comentários