O que está por trás da saída do editor do Radar da Veja para o Globo

Por Genaldo de Melo
override-if-required
Os meios jornalísticos tentam decifrar a saída do jornalista Lauro Jardim da Veja para o Globo. É uma questão de custos, essencialmente. A Veja já não tem condições de manter a equipe cara que montou ao longo dos anos. Saídas voluntárias, como as de Lauro, são as melhores para a Abril. A empresa não tem que pagar indenização. A Globo era a única alternativa viável para Lauro no universo das grandes corporações jornalísticas. Mesmo sofrendo com a internet, a empresa ainda é muito mais forte financeiramente que a Abril. Lauro tem um perfil caro aos Marinhos: é um repórter dedicado integralmente a furos — não grandes, é verdade. Mas, se não mudam o Brasil, os pequenos e constantes furos de Lauro produzem uma certa sensação de dinamismo editorial. A transferência seria absolutamente banal não fosse por sinalizar a agonia da Veja e, por extensão, da Abril. Nos dias de ouro das revistas, a Veja teria, certamente, coberto a oferta da Globo. Agora, o mais provável é que tenha dado graças a Deus e feito as contas para verificar quanto poupa na folha salarial para efeito do planejamento orçamentário de 2016.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

A Globo agora anuncia a incrível piada de início de ano com Luciano Huck e Angélica

O Pitbull de Eduardo Cunha finalmente levou uma mordida