Agonia da Abril faz mais uma vítima: o blogueiro Rodrigo Constantino

reprodução
A agonia da Abril fez mais uma vítima. Foi demitido o blogueiro Rodrigo Constantino, da Veja. Ele fez hoje seu texto de despedida, no qual disse que o PT o fez uma “pessoa pior”. Antes dele, outro blogueiro da revista tivera o mesmo destino: Ricardo Setti. Constantino é um entre vários discípulos do ultraconservador Olavo de Carvalho que foram colocados no site da revista nos últimos tempos. Sua demissão não sinaliza uma mudança na linha editorial de direita da Veja. Sinaliza, apenas, que as coisas estão realmente ruins para a Abril. Pouco tempo atrás, a Veja não conseguiu segurar um de seus mais conhecidos jornalistas, Lauro Jardim, da seção Radar. Lauro foi para o Globo. Os últimos meses do ano são particularmente duros para os funcionários da Abril. É quando o chamado PO – Planejamento Operacional – é feito. Em circunstâncias difíceis como as atuais – queda de receitas em publicidade e em vendas de revistas – os executivos da Abril são instados a promover demissões, demissões e demissões. Deve-se esperar muitas outras nas próximas semanas. O clima na Abril assemelha-se, nestes dias, a um corredor da morte: você torce para não ser o próximo. Constantino não está só. (PM)
Blog do Genaldo

Comentários