Pular para o conteúdo principal

Para chegar ao poder, meu primo é contra partidos políticos

Por Genaldo de Melo
Minha foto 
Por mais que o danado do safado do “meu Primo”, amigo direto do mau jornalismo político, com sede doentia não se sabe de quê, e que mesmo grande parcela da juventude brasileira de boa vontade que muitas vezes são influenciados pelo mesmo nas redes sociais, não concordem com a existência de partidos políticos, estes não podem deixar de existir, porque na formação do Estado Moderno é o partido político que canaliza os anseios ideológicos dos mais variados setores e grupos de interesses da sociedade.

Sem partido político o Brasil jamais seria uma democracia no sentido mais literal da palavra. No mínimo seria um império totalitário. E Estado de partido único todo mundo sabe no que dá, basta somente ver o exemplo da Alemanha hitlerista. E Estado sem partido não poderá jamais ter nenhum tipo de conformação programática de Governo. O que, aliás, nunca se teve na história da civilização humana sociedade sem grupos políticos organizados.

Decerto que os partidos políticos no Brasil estão em crise, tanto política quanto institucionalmente. Mas a raiz do problema deve ser estudada e não colocada para avaliação equivocada nas ruas como alguns pensam, como “meu Primo”, pois isso é grave para um Estado Nacional como é o caso do Brasil. Pensar em colocar a juventude nas ruas contra os partidos políticos pode também ser resultado da falta de democracia dentro dos partidos políticos, que têm literalmente donos.

Como verdadeiros feudos, as agremiações partidárias no Brasil têm seus proprietários. Indivíduos que literalmente ditam as regras de convivência, e alijam do quadro partidário quem discorda de suas opiniões. E na sua grande maioria não representa a população ao serem eleitos, mas pura e simplesmente representam indivíduos, empresas e grupos empresariais que lhes deram recursos financeiros para comprarem votos e consciências.

Na conformação partidária brasileira não existe espaço para a juventude. Espaço até existe, mas sempre para o filho do deputado que preside o partido, ou aquele jovem ousado que acaba sendo cooptado pelos interesses mesquinhos dos dinossauros da política brasileira. Nas décadas passadas a juventude brasileira tinha formação e consciência política, independentemente da sua bandeira partidária. Lembremos aqui da juventude dos partidos considerados de direita, bem como da juventude que se denominava de esquerda, como por exemplo, membros da UJS, JSB e outras, e passemos a vergonha com os dias de hoje em que um “magote” de senhores de mais de setenta anos que deveriam está aposentados, ou até mesmo contribuindo melhor com a sociedade brasileira em suas empresas familiares, literalmente “mamando” no poder como um vício, uma espécie de “crack” político.

Por isso que os partidos políticos estão em crise! Porque não alimentam mais a chama da esperança do povo, bem como não formam mais politicamente ninguém, com o miserável medo de alguns de que tomem os seus espaços privilegiados de poder. Isso é preocupante porque indivíduos como o safado do “meu Primo” voltam agora com a ideia de até militarizar o Estado, pensando com isso e esquecendo a história, em chegar ao poder pela via indireta. É lógico que são poucos, mas na Alemanha dos anos trintas eram poucos também, mas ridicularizaram os mais inteligentes, que sempre acabam sendo os primeiros a aderirem à ideia do novo, como se fossemos todos uniformizados e não diversos!


A juventude brasileira pela falta de verdadeiros partidos políticos (com exceções, é lógico!) está sendo guiada como um bárbaro, “daqueles protocolos”, que não sabe a força que tem pelas regras do Facebook, da Microsoft e Google. Ou seja, se não tomarmos cuidado os partidos políticos serão no Brasil substituídos pelas gigantes da informática dos Estados Unidos da América e seus clubes de contenção. Apesar de tudo isso não se pode conceber a idéia de um país sem partidos políticos, pois então que se reforme a própria política brasileira!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Grande oportunidade: Inscrições abertas para o Fundo Socioambiental Caixa

Por Genaldo de Melo A Caixa Econômica Federalestá com inscrições abertas para oFundo Socioambiental Caixa – FSA Caixa, que apóia projetos socioambientais voltados ao desenvolvimento integrado e sustentável para a população de baixa renda. O financiamento varia de 200 mil a 1 milhão de reais. São dois os editais abertos no momento para o FSA Caixa: Desenvolvimento e Cidadania; e Energias Renováveis e Recursos Hídricos. No edital de Desenvolvimento e Cidadania serão selecionados 20 projetos voltados à promoção socioeconômica com foco em saúde, educação, inclusão produtiva e promoção da cidadania, que tenham como finalidade a erradicação da pobreza, inclusão social e econômica, promoção da justiça, da dignidade e da qualidade de vida, implementados por organizações da sociedade civil sem fins lucrativos que atuem junto a grupos e comunidades em situação de vulnerabilidade social. O prazo para inscrição nesse edital é dia 11 de julho. Já no edital de Energias Renováveis e R…

Lula foi inocentado

Por Genaldo de Melo Recentemente o jornalista José Roberto Guzzo, colunista da revista Veja, escreveu um artigo intitulado “É só explicar”, cobrando indignado que Lula deveria aproveitar apenas quinze minutos para explicar sobre o polêmico apartamento que por “convicção" setores do Ministério Público Federal insistem na tese de que foi matéria de propina dada pela empresa OAS ao mesmo.
Interessante é que pelo que sabemos Lula já gastou uma carga de centenas e centenas de quinze minutos explicando que o polêmico apartamento não lhe pertence, e de todos os modos tenta explicar juridicamente esse fantoche político, mas tanto o Ministério Público quanto a mídia do Jornalismo de propaganda política continua insistindo nesse assunto.
Agora realmente o que causa um pouco de indignação é que as testemunhas de acusação que apresentaram seus depoimentos hoje (21/11) ao MPF, absolutamente todas são unânimes em dizer que não podem incriminar Lula, porque elas mesmas não negociaram nada disso em…

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Por Genaldo de Melo A Rede Globo de Comunicações, que passou os quinze dias que antecederam o tão badalado depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro, por causa de um triplex, que até agora ninguém mostrou de fato nenhum documento do mesmo no nome dele, e do mesmo modo não comprovou que ele ganhou o mesmo como forma de propina, literalmente entrou em desespero. Interessante é que o tríplex entrou no imposto de renda da OAS, e D. Marisa entrou com um processo judicial para receber sua cota parte de volta, quando desistiu do mesmo, que era de R$ 209 mil em 2009 e hoje é de R$ 300,8 mil (o processo está na 34ª Vara Cível).
A Globo utilizou ao modo de Goebbels o discurso de que Lula poderia, aliás, teria que ser preso ali mesmo em Curitiba, até mesmo com um provável desacato ao juiz, mas como Lula não foi preso porque pelo visto o apartamento não é mesmo dele, partiu para um ataque tão violento, que não se pode dizer que está mais praticando jornalismo.
Do momento do depoimento até agora, quase …