Propaganda do PCdoB que menciona Paupério é derrubada pela Justiça

Mais uma peça publicitária veiculada pelo Partido Comunista (PCdoB), na última segunda-feira (5), foi derrubada pela Justiça, através de uma liminar concedida pelo juiz Fábio Alexsandro Bastos, corregedor do Tribunal Regional Eleitoral, ao Democratas. Em sua decisão, o magistrado, considerou que houve “desvios das finalidades legais” na veiculação da propaganda e apontou afronta ao artigo 242 do Código Eleitoral, que veda o emprego de meios publicitários para manipular a opinião pública. Na propaganda, o PCdoB menciona a denúncia do Ministério Público que investiga os desvios de verbas da prefeitura de Salvador, atribuídos ao ex-secretário de gestão do prefeito ACM Neto (DEM), Alexandre Paupério. Segundo a peça do DEM, a legenda comunista aliava a imagem do prefeito ao do ex-gestor. Os fatos foram ocorridos entre os anos de 2009 e 2012, quando Neto ainda não era prefeito. Esta já é a segunda propaganda da sigla comunista que é derrubada pela Justiça. Em agosto deste ano, um vídeo do vereador Everaldo Augusto foi retirado do ar por solicitação do DEM, que alegou que a imagem do prefeito estava sendo lesada. O edil afirmava que “a prefeitura de Salvador vendeu a cidade para os grupos que sempre exploraram os péssimos serviços prestados à população”. De acordo com o texto, o partido acusa o chefe do Executivo soteropolitano do “cometimento de crimes como improbidade administrativa, corrupção e tráfico de influências, sem qualquer tipo de materialidade ou mesmo fato indiciário”. O PCdoB considerou "censura" por parte da prefeitura. Já uma nova tentativa do DEM em retirar as propagandas da pré-candidata à prefeitura de Salvador, Alice Portugal, não foi interrompida. (BN)

Blog do Genaldo

Comentários