PT perde 11% dos prefeitos que elegeu em 2012


Com os problemas econômicos e sucessivas acusações de corrupção apuradas na Lava Jato, o Partido dos Trabalhadores já perdeu 11% dos prefeitos que elegeu em 2012. Dos 619 vencedores das das últimas eleições municipais, 69 petistas já abandonaram o partido até este mês, segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Em SP, onde o 'movimento anti-petista' é mais forte, o PT perdeu 20 dos 73 prefeitos. Emídio de Souza, presidente do PT em São Paulo, minimizou as saídas do partido e disse que a culpa é do assédio do PSB e do PSD. Segundo informações da Folha de S.Paulo, até mesmo Fernando Haddad, prefeito da capital paulista, cogita sair do PT. Pessoas próximas do prefeito relataram, na sexta-feira, que Haddad está se aproximando da Rede, partido de Marina Silva. No sábado, Fernando Haddad, em sabatina na rádio CBN, negou essa possibilidade. "Na executiva do PT estão as mesmas pessoas há 20 anos. Tudo bem que há problemas, mas o PT tem que mostrar que tem gente boa, e se recusou a fazer isso", disse Ricardo Bocalon, que migrou para o PSB, argumentando que falta renovação no Partido dos Trabalhadores. O presidente do PT, Rui Falcão, ironizou tal 'crise' e disse que "há 30 anos, toda matéria que sai diz que o partido vive a maior crise de sua história".

Blog do Genaldo

Comentários