Ação pretende cassar licenças de rádios de deputados baianos


Algumas emissoras de rádio da Bahia podem ficar fora do ar. Isso quem pretende fazer é o Ministério Público Federal, autor de um processo contra políticos donos de rádio e TV. São 32 deputados federais e oito senadores, sócios de emissoras pelo país. Os parlamentares baianos citados são José Nunes (PSD), José Rocha (PR) e Félix Mendonça Júnior (PDT). Nunes aparece como dono da Rádio Cidade; Félix das rádios FM Macaubense e Patrocínio e Rocha das rádios Rio Corrente e Alegre Radiodifusão, de acordo com a edição deste domingo (22) da Folha de S. Paulo. Outra rádio de Salvador está na mira da justiça, a 96FM. Tudo porque o deputado Antônio Bulhões (PRB), parte do processo, aparece como titular da licença. Outras empresas do membro do partido ligado a Igreja Universal também estão na mira. O ex-presidenciável Aécio Neves (PSDB/MG) e o ex-presidente de hoje senhador, Fernando Collor (PTB/AL) também figuram na relação. Segundo reportagem da Folha, o rol ainda traz políticos influentes, como Edison Lobão (PMDB/MA), José Agripino Maia (DEM/RN), Jader Barbalho (PMDB/PA) e Tasso Jereissati (PSDB/CE). A iniciativa inédita foi avalizada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e tem coautoria do Coletivo Intervozes. (Bocão News)

Blog do Genaldo

Comentários