Advogado de Cerveró, que está foragido, tem nome incluído em lista da Interpol

override-if-required
O ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava-jato no STF (Supremo Tribunal Federal), autorizou, nesta quinta-feira (26), a inclusão do nome do advogado de Nestor Cerveró, Edson Ribeiro, que teve a prisão decretada na manhã da última quarta-feira (25), na difusão vermelha da Interpol. Ribeiro está foragido e é investigado por ter ajudado o senador Delcídio do Amaral (PT/MS), líder do governo no Senado, a tentar prejudicar as investigações da Operação Lava-Jato.O advogado já foi localizado nos Estados Unidos no mesmo dia da expedição da prisão. No entanto, não foi detido por ausência da inclusão de seu nome na lista da Interpol. A decisão precisava de aval do STF. Ele está sendo monitorado pela polícia americana, segundo informou agora pela manhã a Polícia Federal. O processo de extradição está bem adiantado. O ministro tomou a decisão ainda na noite da última quarta-feira (24) e comunicou à PGR (Procuradoria-Geral da República), à Polícia Federal e ao Ministério da Justiça. Por parte do Poder Judiciário, todas as etapas foram cumpridas. O advogado foi contratado por Cerveró pelo valor de R$ 4 milhões para defendê-lo. No meio do caminho, acabou mudando de lado e defendendo interesses de Delcídio Amaral e do presidente do banco BTG Pactual, André Esteves. Em troca, receberia outros R$ 4 milhões. O advogado precisaria convencer o cliente (Cerveró) a não prestar depoimento incriminando o senador e o executivo. (Fato Online)
Blog do Genaldo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O desespero da Globo com seu circo de horrores

Lava Jato pode apresentar a lista de santos que o Brasil deve votar em 2018

Assaltantes estão causando terror no Distrito de Maria Quitéria