Andrade Guiterrez confessa suborno na Copa e pagará multa de R$ 1 bilhão

A empreiteira Andrade Gutierrez acertou um acordo com a Procuradoria-Geral da República (PGR) e vai relatar que pagou propina em obras da Copa do Mundo, na Petrobras, na usina nuclear Angra 3 e em Belo Monte e na ferrovia Norte-Sul. Segundo a Folha de S. Paulo, a empresa aceitou pagar a maior multa da Operação Lava Jato até agora, cerca de R$ 1 bilhão, para que possa continuar participando de licitações públicas. A Andrade Gutierrez foi acusada, junto com a Odebrecht, de pagar R$ 632 milhões em suborno para participar de obras da Petrobras. Na Copa do Mundo, por exemplo, a empreiteira atuou na reforma do estádio do Maracanã, no Rio, do Mané Garrincha, em Brasília, no Beira-Rio, em Porto Alegre, e na construção da Arena Amazonas, em Manaus. O acordo de delação é essencial para a companhia, já que quase metade de sua receita vem de obras contratadas pelo governo. Os três dos executivos que estavam presos – Otávio Azevedo, Élton Negrão de Azevedo Júnior e Flávio Barra – foram transferidos em definitivo do Complexo Médio Penal, que fica em Pinhais (PR), na Grande Curitiba, para a carceragem da Polícia Federal por razões de segurança. Um dos entraves para o acordo com a PGR era o valor: os procuradores queriam R$ 1,2 bilhão, enquanto a empresa alegava não ter mais de R$ 800 milhões para pagar. O valor de R$ 1 bilhão deve ressarcir as empresas que foram prejudicadas por acertos do cartel que atua em obras públicas. (Voz da Bahia)
Blog do Genaldo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

A Globo agora anuncia a incrível piada de início de ano com Luciano Huck e Angélica

O Pitbull de Eduardo Cunha finalmente levou uma mordida