Câmara aprova cobrança extra na conta de luz se houver seca em 2016


Após três horas de discussão, a Medida Provisória (MP) 688/2015, que repassa para o consumidor, por meio de bandeira tarifária, custos para cobrir o risco de menor produção de energia devido à seca de 2016, foi aprovado por 251 votos, contra 173 e cinco abstenções de deputados, no Plenário da Câmara. A medida também autoriza novos leilões de hidrelétricas, com os quais o governo pretende arrecadar R$ 17 bilhões. Segundo publicação do UOL, a matéria ainda estabelece prorrogação de contratos das usinas ou suas concessões para compensar prejuízos de 2015 com menor geração de energia. Os prejuízos acumulados estão na casa dos RS 13 bilhões, de acordo com cálculos. As perdas financeiras referentes a este ano não serão repassados ao consumidor final devido à extensão da vigência dos contratos pelo tempo necessário à amortização do valor. Oposição e situação apresentavam argumentos divergentes sobre possíveis impactos na conta de luz do consumidor. Parlamentares defendiam que a população não será afetada com alta no valor tarifário, já que a gestão de novas usinas hidrelétricas serão concedidas àqueles que oferecerem o menor preço de tarifa. (Metro1)
Blog do Genaldo

Comentários