CUNHA NÃO TERÁ O APOIO DO PT, AFIRMA SOLLA

Alex Ferreira / Câmara dos Deputados: <p>Jorge Solla</p>
O deputado federal Jorge Solla (PT-BA) negou a existência de suposto acordo com a bancada do PT para evitar a cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) em troca do arquivamento do pedido de Impeachment da presidente Dilma Rousseff. "O seu jogo acabou. Nem eu, e lhe asseguro que nem a bancada do PT vai lhe render nenhum respaldo, nenhum apoio que lhe tire dessa situação que você se encontra. Quem lhe deve fidelidade é o PMDB, o DEM, o PSDB, o Solidariedade e o PPS, seus amigos que lhe elegeram e sustentaram buscando o apoio para a aventura de um impeachment", afirmou Solla, em pronunciamento na Câmara de Deputados. O parlamentar ironizou a postura dos partidos de oposição, que rompeu a aliança com Cunha para pedir a cassação de seu mandato. "Eles já te traíram não é, deputado (Cunha)? Agora que o senhor está na pior, eles tentam pular do barco. Os ratos, afinal, são os primeiros a sair do navio. É muito oportunismo". "Relações que se constroem apenas na base do interesse se desfazem no dia que deixa de interessar. Você deu tudo que eles queriam nesse ano, espaço em comissão, relatorias, manobrou golpes junto com eles, tomaram do seu vinho, jantavam toda semana na sua casa para manobrar um afastamento da presidente Dilma, preparar o golpe que não aconteceu, nem irá acontecer", completou o petista. (247)
Blog do Genaldo

Comentários