Doação política é moeda de troca ‘vantajosa’, diz Pessoa


A delação premiada do dono da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa, reforçou a convicção dos investigadores da Operação Lava Jato de que doações a candidatos e partidos são vias de influência do poder público em troca de benesses.”As doações políticas são feitas para que se obtenha uma vantagem, seja ele devida ou indevida, seja para que partido for”, declarou Pessoa em trecho inédito de delação obtido pelo Estado. Pessoa disse que a UTC doou nas eleições de 2014 o total de R$ 54 milhões em repasses oficiais a candidatos e partidos. “Esse valor doado em 2014 foi atípico, o maior de todos, visto que a UTC costumava fazer doações políticas na ordem de R$ 20 milhões” contou o empreiteiro, em depoimento à força-tarefa da Lava Jato. Apontado pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal como o presidente do “clube vip” das empreiteiras que se apossaram de contratos bilionários da Petrobras entre 2004 e 2014 e acusado na Lava Jato, Pessoa revelou que o “incremento no valor deveu-se a uma estratégia da UTC de ampliar a sua área de relacionamento, visando o aumento de volume de negócios da empresa”. No caso das doações feitas para candidatos a deputado e senador, “o interesse da UTC é acompanhar e influenciar a agenda legislativa”. “As doações políticas propiciam maior acesso aos tomadores de decisões, facilitando acesso mais rápido aos seus objetivos e interesses de uma maneira mais eficaz e célere.” (Política Livre)
Blog do Genaldo

Comentários