Em cinco dias, aplicativo recebe mais de 4 mil denúncias de assédio


O aplicativo Sai Pra Lá registrou 4.136 denúncias de assédio em apenas cinco dias de funcionamento. Segundo o R7, as denúncias vieram de endereços espalhados pelo Brasil e pelo mundo. No aplicativo, os abusos são divididos por categoria de assédio: físicos, indefinidos, sonoros e verbais. A publicação destaca que a principal queixa das mulheres são os abusos verbais (2.480), seguido por sonoros (832), indefinidos (451) e físicos (373). O aplicativo foi criado pela estudante paulistana Catharina Doria, 17 anos, após ser chamada de "gostosa" na rua por um homem. A jovem conta que teve a ideia para poder ajudar outras mulheres em situações semelhantes. Catharina explica que resolveu criar um aplicativo, na tentativa de combater o assédio através da tecnologia. O R7 recorda que o aplicativo pode ser usado no mundo todo, mas a versão em inglês ainda está em fase de desenvolvimento. Na página oficial do app no Facebook, a idealizadora da plataforma pede doações para garantir a continuação do serviço, que está disponível para IOS e Android, com o nome Saipralá (tudo junto). (N. ao Minuto)
Blog do Genaldo

Comentários