Guilherme Afif quer mais crédito para micro e pequenas empresas

O presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Guilherme Afif Domingos, defendeu hoje (4) mais acesso ao crédito para micro e pequenas empresas. “Temos uma distância muito grande a percorrer para fazer o crédito chegar, porque temos muito crédito para consumo e pouco crédito para a produção.” Durante a abertura do Fórum de Cidadania Financeira, Afif ressaltou que o crédito no país se concentra nas médias e grandes empresas e ainda é voltado para serviços financeiros envolvendo pessoas físicas e o consumo. “Quando falamos em financiar a produção, temos um longo caminho pela frente, pois as instituições são grandes demais para atender o pequeno produtor”, acrescentou Afif. O presidente do Sebrae lembrou ainda que, enquanto médias e grandes empresas desempregaram 800 mil pessoas de janeiro a novembro deste ano, as micro e pequenas empresas sustentam um saldo positivo de 109 mil novas vagas no mesmo período. “Temos uma busca de alternativa desse pequeno empreendedor para o financiamento do seu processo de produção.” Dados do próprio Sebrae indicam que, em 2015, somente 17% das microempresas e 24% das empresas de pequeno porte tomaram algum tipo de empréstimo. Ainda de acordo com o levantamento, os fornecedores são os principais financiadores de 72% das microempresas e de 76% dos empreendimentos de pequeno porte. Os números também mostram que o cheque pré-datado é usado por 51% das microempresas e por 57% dos negócios de pequeno porte. Em 2015, o valor médio de empréstimo solicitado foi de R$ 36 mil por microempresa e de R$ 56 mil por empresa de pequeno porte. (AB)

Blog do Genaldo

Comentários