“Jihadi John”, carrasco do Estado Islâmico, morre em ataque aéreo na Síria

override-if-required
O britânico Mohammed Emwazi, conhecido como “Jihadi John” e um dos terroristas mais procurados do mundo por aparecer em vários vídeos realizando a decapitação de ocidentais pelo Estado Islâmico (EI), morreu nesta sexta-feira em um ataque dos Estados Unidos na Síria, informaram fontes militares à “BBC”. Com “alto grau de certeza”, “Jihadi John” morreu no ataque que aconteceu nos arredores da cidade de Raqqa, no norte da Síria, acrescentaram as fontes. Segundo a emissora pública britânica, Emwazi e outra pessoa que estava com ele morreram quando as forças dos EUA atacaram o veículo no qual os dois estavam em Raqqa. As autoridades britânicas ainda não apresentaram informações sobre a operação americana, mas os meios de imprensa esperam que o primeiro-ministro, David Cameron, faça hoje um pronunciamento. “Jihadi John” nasceu no Kuwait em 1988 e apareceu nos vídeos do EI que mostravam os assassinatos dos jornalistas americanos Steven Sotloff e James Foley, do voluntário americano Abdul-Rahman Kassig, dos voluntários britânicos David Haines e Alan Henning, e do jornalista japonês Kenji Goto. “Jihadi John” chamou a atenção do serviço secreto britânico em agosto de 2014, quando o EI divulgou um vídeo no qual aparecia encapuzado e decapitando James Foley, sobretudo, por seu forte sotaque londrino. (EFE)
Blog do Genaldo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACM Neto pode não ser mais candidato nas próximas eleições na Bahia

A Globo agora anuncia a incrível piada de início de ano com Luciano Huck e Angélica

O Pitbull de Eduardo Cunha finalmente levou uma mordida