“Jihadi John”, carrasco do Estado Islâmico, morre em ataque aéreo na Síria

override-if-required
O britânico Mohammed Emwazi, conhecido como “Jihadi John” e um dos terroristas mais procurados do mundo por aparecer em vários vídeos realizando a decapitação de ocidentais pelo Estado Islâmico (EI), morreu nesta sexta-feira em um ataque dos Estados Unidos na Síria, informaram fontes militares à “BBC”. Com “alto grau de certeza”, “Jihadi John” morreu no ataque que aconteceu nos arredores da cidade de Raqqa, no norte da Síria, acrescentaram as fontes. Segundo a emissora pública britânica, Emwazi e outra pessoa que estava com ele morreram quando as forças dos EUA atacaram o veículo no qual os dois estavam em Raqqa. As autoridades britânicas ainda não apresentaram informações sobre a operação americana, mas os meios de imprensa esperam que o primeiro-ministro, David Cameron, faça hoje um pronunciamento. “Jihadi John” nasceu no Kuwait em 1988 e apareceu nos vídeos do EI que mostravam os assassinatos dos jornalistas americanos Steven Sotloff e James Foley, do voluntário americano Abdul-Rahman Kassig, dos voluntários britânicos David Haines e Alan Henning, e do jornalista japonês Kenji Goto. “Jihadi John” chamou a atenção do serviço secreto britânico em agosto de 2014, quando o EI divulgou um vídeo no qual aparecia encapuzado e decapitando James Foley, sobretudo, por seu forte sotaque londrino. (EFE)
Blog do Genaldo

Comentários