MANOBRA IMPEDE LEITURA DE PARECER CONTRA CUNHA

:
Em mais um artifício para protelar o andamento do processo que pede sua cassação no Conselho de Ética da Câmara, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), abriu a sessão com a Ordem do Dia no Plenário da Casa no momento em que a reunião do Conselho de Ética analisava o parecer preliminar pela admissibilidade do processo contra o peemedebista. O próprio Cunha anunciou a medida: "Qualquer comissão que esteja funcionando está funcionando de forma irregular e toda e qualquer deliberação é nula", afirmou, após Questão de Ordem levantada no plenário pelos deputados Jovair Arantes (PTB-GO) e Hugo Motta (PMDB-PB), aliados do peemedebista. "Qualquer deliberação após 10h44 será nula", reforçou Cunha. Antes de Cunha abrir a sessão do Plenário e obstruir as deliberações do Conselho de Ética, seus aliados no colegiado tentaram obstruir a sessão, chegando atrasados e fazendo questões de ordem para atrasar o início da sessão, como leitura da ata da sessão anterior. O presidente do Conselho, José Carlos Araújo (PSD-BA), afirmou não ter o documento pronto. Foi interrompido pelo aliado de Cunha que afirmou que a sessão estava impedida de continuar por ferir o regimento. "O presidente do Conselho de Ética é José Carlos Araújo e não Vossa Excelência", respondeu. No início da manhã, o plenário 9, onde aconteceria a sessão, era o único que estava trancado. Foi aberto apenas às 9h11, 19 minutos antes do horário previsto para o início da sessão, e somente após inspeção de seguranças. (247)
Blog do Genaldo

Comentários