Mulher de Cunha o acompanha pela 1ª vez desde a revelação de contas e se recusa a falar

override-if-required
O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), apareceu em público na companhia de sua mulher, Cláudia Cordeiro Cruz, pela primeira vez desde a revelação de documentos enviados pelo Ministério Público da Suíça à Procuradoria-Geral da República. Os registros comprovam a existência de quatro contas secretas que teriam como beneficiário o parlamentar e sua cônjuge, além de Danielle Dytz Cunha, filha do peemedebista. O dossiê enviado pelas autoridades suíças indicam que as contas foram abertas com cópias de documentos de Cunha e de Cláudia, que teria inclusive utilizado recursos de uma dessas contas para pagar despesas com cartões de crédito e até mesmo aulas de tênis nos Estados Unidos, conforme revelado em reportagem do jornal Folha de S.Paulo. O montante de aproximadamente R$ 9 milhões encontrados nas contas atribuídas a Cunha foi bloqueado por determinação do Supremo Tribunal Federal. O procurador-geral da União, Rodrigo Janot, acredita que o valor é fruto de propina vinda do esquema de corrupção envolvendo a Petrobras. O presidente da Câmara dos Deputados, alvo de um processo da Comissão de Ética da Casa que terá Fausto Punato (PRB-SP) como relator, já negou repetidas vezes possuir contas fora do país. Ele também nega que tenha recebido vantagens do esquema de corrupção na Petrobras. Indagada se tinha ficado constrangida de participar da solenidade da manhã, Cláudia limitou-se a responder: Eu estou indo. (iG)
Blog do Genaldo

Comentários